Acreanos podem concorrer a 60 mil bolsas para curso de tecnologia

O Santander Universidades abriu as inscrições para a 5ª edição do Santander Coders. Em parceria com a Ada Tech, plataforma de educação impulsionada por tecnologia, o Banco vai conceder 60 mil bolsas para um curso digital introdutório para Front-end, Data Engineering, Data Science ou DevOps. Os 300 bolsistas que obtiverem melhor desempenho no processo seletivo terão acesso a uma formação completa em um dos cursos disponíveis. As inscrições vão até 19 de maio e podem ser feitas na plataforma Santander Open Academy. Não é necessário ser cliente do Banco para participar.

Após a fase de inscrição, os alunos passarão por um processo seletivo composto por quatro fases: Curso Online; Teste de Aptidão Tech para saber o nível de conhecimento de cada candidato; Resolução de Case; e Coding Tank, com uma semana imersiva de aulas de programação. “Essa é uma oportunidade de aprender conteúdos essenciais sobre os principais recursos de programação do mundo.

- Publicidade -

Durante os cinco anos de Santander Coders, milhares de pessoas tiveram a oportunidade de reingressar no mercado graças aos conteúdos alinhados com as principais demandas para o setor de tecnologia”, afirma Marcio Giannico, head senior de Governos, Instituições, Universidades e Universia no Brasil.

Durante o período de formação, os alunos terão, ainda, aulas obrigatórias de empregabilidade e orientação de carreira, com o objetivo de auxiliá-los no acesso ao mercado de tecnologia. A divulgação da lista final com os aprovados ocorrerá a partir do dia 25 de julho e as aulas ocorrerão entre 29 de julho e 6 de dezembro.

“Estamos empolgados em participar de mais uma edição do Coders. Este é o programa de educação em tecnologia mais tradicional do mercado e neste ano nossa maior prioridade é a empregabilidade dos participantes. Nesta nova era de inteligência artificial, a modernização de currículo e melhoria de suas habilidades torna-se ainda mais importante”, afirma Felipe Paiva, fundador e CEO da Ada.

Desde o início, o programa Santander Coders contou com mais de 300 mil inscritos para mais de 1,8 mil bolsas de formação síncrona, com aulas transmitidas ao vivo e on-line. Apenas em 2023, foram distribuídas 100 mil bolsas digitais e 600 síncronas, com mais de 74 mil inscritos na segunda fase. Além disso, a jornada possui uma taxa de 85% de satisfação dos alunos com a formação.

A estimativa, de acordo com dados do Panorama de Talentos em Tecnologia, produzido em 2023 pelo Google for Startups e em parceria com a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), é de que o Brasil tenha um déficit total de 530 mil profissionais de tecnologia até 2025. Com o avanço da inteligência artificial, o mercado poderá exigir cada vez mais habilidades de programação e análise de dados.

- Publicidade -

Para a Ada, é fundamental contar com a parceria do Santander nesse projeto. “É importante ter esse trabalho em conjunto com uma empresa tão sólida que acredita no propósito de educação e faz nosso país deslanchar. Nosso objetivo é democratizar o acesso à educação de qualidade, com formações robustas que preparam os jovens para o futuro do mercado de trabalho” finaliza Paiva.

Para participar não é necessário possuir conhecimento prévio, basta ter 18 anos, residir no Brasil e ter disponibilidade para assistir às aulas síncronas de programação. As inscrições ocorrem até o dia 19 de maio e podem ser feitas no Santander Open Academy.

Compartilhe este artigo
Segue:
Jornalista há mais de 20 anos, com experiência em redação, em diversas editorias, assessoria de imprensa, produção de conteúdo, produção e apresentação de podcast e comentarista em canal independente no YouTube