Ana Castela lança “Eu VIVO” em homenagem ao Centro-Oeste

Canção chega às plataformas nesta quinta-feira ao meio dia e conta com clipe emocionante

A boiadeira mais amada do Brasil ataca mais uma vez o coração dos fãs. Depois do sucesso de seu último lançamento, Ana Castela apresenta nesta quinta-feira (20),  a canção “Eu VIVO” que faz uma homenagem à região que nasceu e cresceu, o Centro-Oeste do Brasil, além de trazer uma reflexão sobre as conexões e raízes que ela criou ao longo da vida. A música é uma parceria com a Vivo.

Com composição de Serginho Rezende, Breno Kalil, “Eu VIVO” já disponível nas plataformas de streaming, e é a tradução dos sentimentos vividos por Ana Castela que com apenas 20 anos vem arrastando multidões e conquistando números cada vez mais expressivos. Vivendo um novo momento em sua carreira e refletindo sobre suas raízes, Ana traz para os fãs mais uma vez a possibilidade de se aproximarem de suas histórias e essência por meio da música, gerando conexão e identificação com pessoas de cada canto do país.

Além de homenagear o Centro-Oeste, “Eu VIVO” fala muito sobre o agronegócio que está diretamente ligado à vida da cantora que desde pequena viveu dentro de uma fazenda, na lida, vivendo momentos especiais que deixam saudade em meio a vida corrida da boiadeira. No clipe, que está disponível no Youtube, é possível conferir a cantora em momentos de descontração, passando por paisagens e beleza naturais que mostram o que a região tem de melhor.

“Eu nunca vou esquecer de onde vim e é sempre pra lá que desejo voltar, essa canção fala muito sobre isso, o quanto me sinto viva por meio da música no coração de todo o Brasil que me acolhe e faz com que eu me sinta amada em cada cantinho que eu passo e canto. Pela minha música consigo me conectar e  viver dentro da casa de todos os fãs”, comenta Ana Castela.

A cantora é a nova embaixadora da Vivo e, juntos, criaram a canção para conectar e homenagear uma das regiões mais importantes deste país. A música faz parte de uma campanha da marca para a região.

Compartilhe este artigo