Atletas preparados para subidas do L’ÉTAPE BRASIL em Cunha (SP)

A primeira prova do L’Étape Brasil by Tour de France será realizada neste domingo (7) nas estradas de Cunha (SP). Mais de 1.000 ciclistas amadores terão de enfrentar os desafios de 110 quilômetros e 2.870 metros de altimetria acumulada e 59 quilômetros com 1.300 metros de altimetria acumulada.

O percurso é considerado um dos mais desafiadores do calendário de estrada do País e terá participantes de várias idades. Serão cinco pelotões no total, com a largada da prova principal às 7h. O curto parte às 8h.

- Publicidade -

Em 2023, o vencedor geral masculino dos 110 quilômetros completou a prova em 3h26min39s. Na prova feminina, a vencedora cruzou a linha de chegada com a marca de 4h08min20.

Confirmado em 2024, o competidor está motivado para tentar repetir o título do ano passado. “Estou mais preparado que no ano passado e muito confiante. A dificuldade é o terreno montanhoso, a extensão da prova e o alto nível dos participantes.”

Como citado anteriormente, o L’Étape Cunha é caracterizado pelas subidas e curvas no interior de São Paulo, bem como o calor esperado para o fim de semana. A vencedora do ano passado brincou ao dizer que se Cunha tivesse um slogan seria ‘quem guarda, tem’.

“As maiores dificuldades de Cunha estão no saber dosar a força no início da prova e cuidar das descidas. É uma prova muito técnica, onde até mesmo os mais experientes, precisam redobrar sua atenção.”

“De verdade, meu foco esse final de semana todo será o de me divertir e viver o L’Étape Cunha buscando prazer na dor ao longo das duríssimas subidas deste lugar lindo!”

- Publicidade -

E mais uma vez, o L’Étape Brasil premiará os melhores escaladores no Desafio Rei e Rainha da Montanha. O trecho escolhido será no sentido Campos Novos. Em 2023, venceram o Desafio Rei e Rainha da Montanha em Cunha, respectivamente.

Os participantes vão encontrar ruas e estradas 100% fechadas, bem como vários pontos de hidratação e alimentação espalhados na pista.

O Village do L’Étape Brasil foi aberto nesta sexta-feira (5) para retirada de kits e interação com os expositores do mundo do ciclismo. As ações continuam no sábado (6). Os atletas participantes poderão contar com toda a estrutura que a organização oferece, no mesmo estilo das grandes provas europeias, bem como a segurança do primeiro ao último quilômetro, além do Village citado acima.

Segundo o diretor técnico da prova, pedalar em Cunha (SP) é uma chance única de realizar uma conexão com a bicicleta, trabalhando e aprimorando durante a pedalada foco, concentração e técnica.

“Realmente, o percurso tem uma cobrança técnica e uma avaliação pelos atletas como um dos trajetos que mais exige atenção. É uma prova que não permite momentos sem intensidade, não tem grandes planos, nem grandes retas, que poderiam permitir a formação de pelotões e aquele ciclismo monótono”, explicou Cheles.

- Publicidade -

A competição de ciclismo de estrada passou a contar com três provas em seu calendário. Além de Cunha, o L’Étape Brasil continua na cidade paulista de Campos do Jordão, no final de setembro e no Rio de Janeiro no último fim de semana do mês de junho.

Foto: Fernando Gennaro

Compartilhe este artigo
Katarine Monteiro é jornalista especializada em esportes olímpicos e em saúde. Com cobertura de grandes eventos internacionais, como Jogos Pan-Americanos em Lima 2019, Qatar Total Open 2020, Qatar ExxonMobil Open 2019 - tênis em Doha (QT), Semana de Vela de Ilhabela, Transat Jacques Vabre 2019 (França-Brasil), L'Étape Brasil by Tour de France, também já fez coberturas de natação, maratona aquática, vôlei, polo aquático, Fórmula E, vela, skate e boxe, além de eventos esportivos como assessora de imprensa, relações públicas e social media.