Caiu o 13° salário? Dicas para planejar melhor o seu dinheiro

A consultora de financeira e de negócios, Carine Oliveira, explica que tanto os colaboradores quanto as empresas precisam gerenciar de forma prudente esse adicional financeiro

Caiu o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário e muitos trabalhadores já pensam em como utilizar esse aumento na renda. Porém, é aconselhável utilizar esse benefício com prudênci. Em um cenário de elevado endividamento e índices altos de inadimplência, a importância de fazer um uso consciente desse complemento financeiro torna-se ainda mais evidente. Além disso, é imperativo que as empresas adotem práticas sólidas de gestão financeira para garantir que esse benefício adicional seja concedido em total conformidade com as leis trabalhistas e que esteja previsto dentro do planejamento financeiro.

“O décimo terceiro salário representa um momento significativo no calendário financeiro tanto para os colaboradores quanto para as empresas. É fundamental que ambos compreendam a importância de uma gestão financeira prudente e estejam preparados para lidar com esse direito do trabalhador”, enfatiza a consultora de negócios e especialista em planejamento e estruturação do desenvolvimento empresarial, nas áreas comercial e financeira, Carine Oliveira [@carineoliveiraconsultoria].
Com isso, a especialista traz dicas importantes que podem ajudar na administração da própria renda. Confira:

- Publicidade -

1) Reserva financeira

Carine explica que tanto o empregador quanto o empregado devem fazer uma reserva financeira. Ou seja, enquanto o primeiro precisa reservar mensalmente uma quantia destinada ao pagamento do décimo terceiro para evitar impactos negativos no fluxo de caixa, o último pode criar uma reserva financeira para situações de emergência e, assim, evitar gastar toda a renda extra de uma só vez.

2) Planejamento orçamentário anual

É importante incluir o décimo terceiro salário no planejamento das finanças do ano. “Para os colaboradores, antecipar e incorporar esse benefício no planejamento financeiro proporciona uma visão abrangente de suas finanças ao longo do ano. Por outro lado, para as empresas, a inclusão do décimo terceiro no planejamento financeiro é crucial para garantir a estabilidade e previsibilidade nas finanças corporativas”, conta Carine.

3) Redução ou pagamento de dívidas

- Publicidade -

Em caso de pendências financeiras, o empregado deve considerar o décimo terceiro salário para a quitação ou redução de dívidas pendentes a fim de melhorar sua saúde financeira. “Alocar o décimo terceiro salário para liquidar débitos e regularizar as contas atrasadas é a prioridade nesses casos. Não adianta criar novas despesas sem liquidar as antigas”, comenta a especialista.

4) Comunicação transparente

A empresa precisa informar os colaboradores sobre as datas de pagamento e, se possível, antecipar a comunicação sobre a possibilidade de adiantar o décimo terceiro. “A transparência nas informações financeiras cria um ambiente de confiança entre a empresa e seus funcionários. Colaboradores que se sentem informados e valorizados são mais propensos a se dedicar ao trabalho e a ter uma relação mais positiva com a organização”, destaca Carine.

Sobre Carine Oliveira:

Carine Oliveira é consultora de negócios e especialista em planejamento e estruturação do desenvolvimento empresarial, nas áreas comercial e financeira. Ela é referência em diagnosticar processos comportamentais na gestão que impedem o desenvolvimento do negócio, gerando soluções pontuais de forma estratégica, de acordo com as necessidades de cada empresa e das pessoas que estão inseridas no processo.

- Publicidade -
Compartilhe este artigo
Segue:
A ImprensaBr é um portal de notícias que fornece cobertura completa dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo.
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *