Entre Investimentos adquire startup e lança nova vertical de plataformas de gestão e automação comercial

Grupo amplia ecossistema de serviços da EntrePay com plataforma voltada a empresas do setor de beleza, como salões de cabeleireiros e estúdios de tatuagem

A Entre Investimentos está ampliando sua vertical de plataformas de automação comercial. Depois de adquirir participação na Linked Gourmet, startup dedicada ao segmento de alimentação, o grupo comprou agora 40% da Bradoo, voltada ao setor de beleza.

- Publicidade -

O objetivo da Entre é ampliar a leque de serviços e produtos digitais oferecidos dentro do mundo de soluções da EntrePay, sua empresa de adquirência. “A Bradoo será mais uma importante oferta de valor para os usuários dos nossos serviços, lá na ponta”, afirma Antonio Freixo, o Mineiro, CEO da Entre Investimentos.

Para a Bradoo, a entrada no ecossistema do grupo significa acesso a canais, processos e tecnologias para aumentar as vendas, agilizar a integração de clientes e ganhar visibilidade, entre outras vantagens. “Vamos acelerar nosso crescimento”, diz Francisco Carlos Munhoz, sócio e diretor geral da Bradoo.

Criada para atender tanto empresas de grande porte quanto pequenos negócios, como redes de salões de cabeleireiros, clínicas de estética e estúdios de tatuagem, a plataforma da Bradoo está sendo renomeada e relançada como Linked Beauty.

O novo nome foi escolhido em função da complementaridade com os negócios da Linked Gourmet e da possibilidade de ganhos de escala em diferentes áreas. Além do prenome, a Linked Beauty vai usar, por exemplo, o sistema de vendas e integração (onboarding) da Linked Gourmet para ampliar as vendas.

No futuro, além de comunicação, vendas e marketing, estão previstas sinergias com empresas do grupo também em tecnologia e outras áreas. “Ideia é replicar o que deu certo em outras empresas do grupo. Vamos compartilhar governança com foco em produto e eficiência. O produto sendo bom, como é o da Bradoo, entra na esteira da Entre para ganhar escala”, afirma Sergio Marcondes, cofundador e CEO da Linked Gourmet.

- Publicidade -

Hoje, a plataforma da Linked Beauty é vendida em três versões. A mais simples custa R$ 59,90 por mês, por CNPJ, sem taxa de instalação, e pode ser baixada em lojas de aplicativos para celular. Tem funções básicas, como agenda, comanda e um sistema de vendas e pagamentos.

As duas versões mais sofisticadas, além do aplicativo, têm portal do cliente e sistema integrado de gestão empresarial (ERP, na sigla em inglês) completo, com mensalidades que variam de R$ 129 a R$ 349, e instalação de R$ 500 a R$ 2,5 mil, dependendo do número de empregados e do regime fiscal adotado (SImples Nacional ou Lucro Real/Presumido).

Um dos diferenciais das versões mais sofisticadas, diz Munhoz, são funcionalidades como a que permite a divisão automática da receita, no momento do pagamento, com profissionais autônomos que trabalham no estabelecimento, algo muito comum em salões de beleza, por exemplo. “Parte do pagamento vai direto para quem prestou o serviço. O dinheiro do salão cai limpo na conta. É algo que melhora a transparência, a relação com os freelancers e o fluxo de caixa, além de trazer vantagens fiscais”, afirma.

Com a integração ao ecossistema da Entre, a Linked Beauty espera conquistar pelo menos mais 20 clientes, neste ano, e outros 680, em 2024. Hoje, tem cerca de 50 ativos. Há planos também de ampliação da operação para outras verticais, como a de PET, com a marca Linked. “É um mercado quase idêntico ao de beleza. Tem lojas e clínicas, por exemplo”, afirma Munhoz.

No médio e no longo prazo, na visão do empresário, o potencial de crescimento é imenso, devido a características do mercado. Assim como no ramo de alimentos, no qual atua a Linked Gourmet, a concorrência é principalmente com pequenas startups, com atuação regional, com produtos sem grandes diferenciais.

- Publicidade -

Bradoo
A Bradoo nasceu há cerca de seis anos e seu principal produto foi criado sobre um software de código aberto, chamado Odoo, para atender à demanda de pequenos e médios negócios, independente do setor, por ferramentas digitais de gestão. Mas logo a empresa decidiu se especializar em beleza. Quando estava prestes a lançar a nova plataforma, porém, veio a pandemia. Com a reabertura e a retomada da economia, a empresa vinha buscando uma empresa parceira para escalar as vendas quando surgiu a possibilidade de negócio com a Entre Investimentos.

Compartilhe este artigo
Segue:
A ImprensaBr é um portal de notícias que fornece cobertura completa dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo.
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *