Beatriz Oliveira, atriz com deficiência auditiva interpreta personagem surda em novela do SBT

“A voz da minha mãe quando eu escutei pela primeira vez, eu chorei. Isso porque eu nasci uma pessoa ouvinte, mas eu esqueci a voz dela."  

No ar nas telinhas como intérprete de Pórcia na novela “A Infância de Romeu e Julieta”, exibida pelo SBT, Beatriz Oliveira talvez não tenha se sentido tão familiarizada com o papel quanto ao que está fazendo na novela. Minha história pode começar assim ”Quando a arte imita a vida”, risos, diz Beatriz.

Tanto na vida real quanto na trama adaptada de W. Shakespeare por Íris Abravanel e uma equipe de roteiristas, Pórcia Guera é deficiente auditiva, trabalha no Monter Mercado, é filha do personagem de André Mattos, o Fausto e encanta Bassânio, interpretado por Lucas Salles.
Ela se comunica em libras ou escrevendo em um caderno, embora Bassânio não saiba ler. Mesmo assim, os dois se relacionam tendo de vencer barreiras e preconceitos.

- Publicidade -

Amanda Alves Rodrigues, do Instituto AD Libras em Movimento foi a responsável pela preparação da atriz, além de acompanhar todas as gravações. Tudo o que ela diz em libras precisa estar certo, assim como outros personagens que se comunicam em libras, como o Fausto e Bassânio.
 
Beatriz longe da ficção shakespeariana é moradora da periferia de São Paulo e foi na Zona Leste que se achou nos dois grupos de teatro que estudou atuação, o ABC (Arte dos Bons Companheiros) e PCTH (Primeiro Comando Theatral). Em seguida, foi ser aprendiz no Núcleo Luz, projeto gratuito de experimentação e formação específicas na linguagem da dança, localizado no bairro Bom Retiro em São Paulo e posteriormente ingressou na SP Escola de Teatro para se formar como atriz.

Beatriz já fez cinema e publicidade, atuou em Escola de quebrada, uma produção da KondZilla para a Paramout, Lapso, um curta metragem realizado em Belo Horizonte e um comercial para o Banco do Brasil.
“Eu comecei a usar o aparelho (auditivo) porque eu tive uma perda auditiva muito grande. Sem o aparelho eu não escuto as pessoas falando, eu ouço alguns ruídos mais graves, sabe? 

A voz da minha mãe quando eu escutei pela primeira vez, eu chorei. Isso porque eu nasci uma pessoa ouvinte, mas eu esqueci a voz dela.” , declara Beatriz.

NSC – Nossa Senhora do Casting
No mercado há mais de duas décadas, a empresa Nossa Senhora do Casting é uma das mais conhecidas do País e contabiliza inúmeras “descobertas” para cinema e publicidade. Claudia Ghiurghi e Gache Monteiro, sócias-fundadoras da NSC apostam na diversidade e no suporte e desenvolvimento de talentos para o mercado audiovisual.


 

- Publicidade -
Compartilhe este artigo
Segue:
A ImprensaBr é um portal de notícias que fornece cobertura completa dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo.
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *