Carlos Ferreirinha apresenta perspectivas para o futuro do mercado de luxo no RioMar Talks

O RioMar Recife promoveu, em parceria com a Associação dos Lojistas do RioMar Recife, nesta terça-feira, palestra de Carlos Ferreirinha, presidente da MCF Consultoria, durante o RioMar Talks, evento voltado para lojistas. Com o tema “O que o futuro espera de nós?”, ele abordou ideias para potencializar repertório e aprofundar o conhecimento sobre o cliente, trazendo desafios, estratégias e pontos de interesse para o setor do varejo, inclusive do mercado de luxo.

Durante o encontro com lojistas do RioMar Recife, Carlos Ferreirinha ressaltou que é preciso interpretar as mudanças de mercado para reagir mais rapidamente, o agir agora e não mais para frente, aproveitando as oportunidades.

- Publicidade -

Ele pontuou que o modelo de negócios do mercado de luxo é pautado na inovação, resiliência, renovação e diferenciação. “Para as marcas de luxo, o tempo é sobre o que foi construído, as marcas que foram deixadas. É preciso refletir sobre o que eu tenho que poucos têm e o que poucos terão”, questionou.

Entre as principais características da gestão de luxo mencionadas por Ferreirinha estão: as marcas deixam nítidos os elementos de escassez, sobre o que se tem e é único; desenvolvem relacionamento, não olhando apenas para a conversão; são obstinadas pelo legado, o que a marca deixa registrado; e a diferenciação pela autenticidade, o genuíno, original.

Carlos Ferreirinha ainda trouxe pontos que respondem ao tema da palestra  “o que o futuro espera de nós?”: Fazer atualização e olhar as dinâmicas profissionais e pessoais; dicionário do atendimento e relacionamento, com equipes mais pacientes e com mais empatia, relacionando-se com o outro da forma que ele é; profissional dos novos tempos, com poder de argumentação e repertório para fazer conexões emocionais, reagir mais rapidamente e captar oportunidades; além de ter atitude porque é com ela que entramos no jogo.

“É preciso surpreender. O nível vai subir de forma muito rápida. Os clientes gostam de produto e serviço bons, mas não se pode ter apenas isso. Os clientes amam a experiência e a experiência é a jornada da construção, é o resultado final do que se fez”.

Ferreirinha ainda reforçou três pontos chave que o varejo pode esperar e colocar em prática para 2024: perspectivas positivas, para ter o cuidado de não colocar a energia apenas nos obstáculos, mas também nas janelas de oportunidades; renascimento do relacionamento, para saber voltar a se relacionar com as pessoas nesse mundo de angústia digital onde tudo exige muita rapidez; e sendo humano, que é para tocar o outro na emoção, com diálogo de maior proximidade.

- Publicidade -
Compartilhe este artigo
Segue:
Jornalista há mais de 20 anos, com experiência em redação, em diversas editorias, assessoria de imprensa, produção de conteúdo, produção e apresentação de podcast e comentarista em canal independente no YouTube