Como equilibrar uma alimentação saudável com as tentações das ceias de fim de ano

Chegou o fim do ano e é tempo de celebrar junto aos familiares e amigos em torno de uma boa ceia com comidas e bebidas tradicionais do período natalino e do ano novo.

As celebrações nessa época do ano frequentemente envolvem refeições fartas, onde as famílias se reúnem em torno da mesa para compartilhar não apenas a comida, mas também os momentos especiais. No entanto, isso não significa que devemos abandonar totalmente nossos hábitos alimentares saudáveis.

As refeições envolvem alimentos que não estão presentes no nosso dia a dia e por isso devemos degustá-los com moderação para garantir que nossa saúde não seja comprometida.

Entre os alimentos mais tradicionais estão os assados como rosbife, cordeiro, lombinho, peru ou chester, além do bacalhau que pode ser preparado de diversas maneiras. E não podemos esquecer os acompanhamentos como batatas, arroz, farofa, vegetais e saladas, além das frutas de época, como cereja e ameixa, além das típicas do verão como uva, morango e abacaxi.

As sobremesas como tortas, o tradicional panetone e frutas secas como tâmaras, damascos, figos e as oleaginosas – nozes, avelãs e castanhas, completam a refeição.

Comer com moderação dando preferência às proteínas, vegetais e saladas, intercalar água com as bebidas alcoólicas e saborear pequenas porções de sobremesa, vai garantir que as pessoas aproveitem a festa sem prejudicar a saúde.

Veja as dicas que a nutricionista Ana Paula Cony, da Clinica NeuroVida, elaborou de como ter uma alimentação saudável durante as festas de fim de ano:

Dica 1: Não coma alimentos que você come o ano inteiro. Faça uma lista dos alimentos que você não abre mão de comer e foque neles. Para poder saborear a sobremesa, coma menos arroz ou outro carboidrato. Esse tipo de raciocínio vai te ajudar a fazer escolhas mais inteligentes que visam, não só a manutenção da sua forma, como especialmente do seu bem-estar.

Dica 2: Equilibre o que você vai comer nos dias de festa. Da lista que você fez com os alimentos que você mais gosta, coma uns no dia 24 ou 31 e os outros no dia seguinte. Assim você vai conseguir desfrutar melhor cada uma das receitas sem passar mal de tanto comer.

Dica 3: Alimente-se bem durante o dia. Não fique sem comer ou apenas beliscando, para comer de tudo durante a ceia. O ideal é inserir alimentos saudáveis na sua rotina, para que a qualidade deles deixe você saciada e nutrida por mais tempo, assim sentimos menos fome, menos vontade de comer doces e alimentos industrializados.

Isso vale para o dia de Natal e do Réveillon. Quando se servir, comece pegando os alimentos mais saudáveis como os assados, legumes e saladas. Assim irá sobrar menos espaço no seu prato para as comidas que são boas apenas para o paladar.

Dica 4: Aprenda a dizer não! Essa dica vale para o ano todo. Você não tem que aceitar tudo o que oferecem a você. Você precisa ser educada e generosa com você mesma, com o seu estômago, com o seu intestino, e não só com o seu paladar.

Dica 5: Evite refrigerantes de todas as formas. Refrigerante e estilo de vida saudável não combinam. Mesmo as versões light, diet e zero são péssimas pedidas, já que, embora não tenham açúcar, precisam de uma quantidade muito maior de componentes químicos para terem um sabor razoável. Os refrigerantes causam danos ao fígado, aumentando o risco de cirrose hepática; pedras nos rins; diabetes; acidez estomacal e refluxo; osteoporose e problemas gastrointestinais.

Boas opções de bebidas são: suco de uva integral, de preferência orgânico; água de coco natural; suco de fruta natural e chás gelados caseiros de limão, pêssego, hibisco com canela, hortelã, mate.

Dica 6: Fique atenta à hidratação. Beber água é fundamental em todos os dias do ano, mas em datas comemorativas e comida farta é preciso reforçar o consumo de água. Quem está mal hidratado costuma sentir mais fome.

Muitas vezes você pensa que está com fome e na verdade está com sede!
Além disso, é muito comum ingerir bebidas alcoólicas nessa época do ano e isso diminui a produção do hormônio antidiurético e, com isso, a pessoa urina mais. O álcool também aumenta a pressão, faz a pessoa suar e perder líquido do corpo. Por isso deve ser consumido com moderação.

Uma taça de vinho ou uma/duas taças de espumante não vão colocar tudo a perder, especialmente se você seguir as outras dicas e principalmente: beber água (e água de coco) – antes, durante e depois das bebidas alcoólicas.

Dica 7: Faça atividade física até o último segundo. Não deixe seus treinos entrarem no ritmo das férias e confraternizações de fim de ano. Mantenha-se fiel à atividade física o máximo possível. Além de fazer com que você queime calorias, os exercícios nos deixam mais focados na dieta.

Isso porque a prática de atividade física aumenta a liberação de endorfina, serotonina e dopamina, o que garante efeitos extremamente positivos no bem-estar psicológico.

Dica 8: Procure por versões mais saudáveis dos pratos tradicionais. Se você ficou responsável por algum prato ou se a ceia será na sua casa, procure fazer versões mais saudáveis dos pratos, ou até invente um novo, também saudável.

Dê preferência aos temperos naturais na hora de preparar as receitas, como gengibre, canela e pimenta. Esses ingredientes são termogênicos, aumentam a temperatura do corpo e fazem com que a gente gaste mais energia.

Outra dica é optar pelas ervas aromáticas: tomilho, orégano, hortelã, alecrim e coentro. Além de realçarem o sabor dos alimentos, elas fortalecem o sistema imunológico, ajudam na digestão e tem ação anti-inflamatória.

Use óleo vegetal (soja, canola, milho, girassol), ou ghee na preparação dos alimentos e troque a farinha de mandioca da farofa por farinha de amêndoas ou de castanha do Pará.

Dica 9: Separe um tempo somente para comer. O dia a dia da maioria das pessoas é tão corrido que o momento das refeições normalmente é algo rápido, apenas para encher a barriga ou matar uma vontade súbita de algo, tipo chocolate. Aproveite os momentos de confraternização e, ao se alimentar, vá com calma. Mastigue bem os alimentos, aprecie cada pedacinho daquilo que você esperou o ano inteiro para comer.

Para isso, evite fazer outras atividades ao comer, como assistir TV e ficar na frente do computador. Em geral, essas atividades tiram sua atenção e você acaba comendo além do necessário, especialmente se estiver sentada perto de alimentos que não precisem de garfo e faca.

Mas veja que é possível ter uma relação saudável com a comida, escolher os alimentos e as quantidades com consciência e não deixar de aproveitar as coisas boas dessa época do ano.

Dica 10: Lembre-se do verdadeiro motivo das festas de fim de ano. A maioria das pessoas esqueceu completamente o sentido da confraternização onde o mais importante deveria ser reunir a família, rever alguns amigos, confraternizar. A comida deveria ser apenas um complemento de tudo isso.

Estar com aqueles que se ama parece pouco para algumas pessoas e então a ceia, extremamente farta, preenche o vazio deixado por perdas emocionais, pela insegurança, carência, entre tantos outros problemas que deveríamos tentar resolver fora da mesa de jantar.

Para iniciar o novo ciclo de uma maneira melhor que o anterior é preciso equilibrar o prazer da comida com escolhas saudáveis para manter o espírito festivo e a saúde em dia. E após as comemorações volte para a rotina alimentar e não deixe de praticar atividades físicas.

Compartilhe este artigo
Segue:
A ImprensaBr é um portal de notícias que fornece cobertura completa dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo.
Deixe um comentário