Como evitar problemas ortopédicos nas férias e festas de fim de ano?

O especialista em ortopedia e traumatologia da Clínica CICV, Dr. Maurício Santos Gusmão, compartilha algumas recomendações para garantir a saúde ortopédica nesse período

O clima de final de ano já está no ar com o início dos preparativos para as celebrações de fim de ano e passeios de férias. E na lista de cuidados, a saúde ortopédica não pode ser esquecida, afinal as festividades e mudanças na rotina típicas desse período muitas vezes vêm acompanhadas de maiores riscos para lesões, quedas e desconfortos musculares. Além disso, durante o verão, ocorrem viagens prolongadas, o que pode contribuir para incômodos ortopédicos devido à falta de movimento e má postura. O estresse associado aos preparativos e às expectativas sociais também pode se manifestar fisicamente, resultando em dores e tensões musculares.

Segundo o especialista em ortopedia e traumatologia da Clínica CICV, Dr. Maurício Santos Gusmão, algumas medidas podem resultar em grandes benefícios para a saúde ortopédica e assegurar que a temporada mais esperada do ano seja desfrutada com bem-estar.

De acordo com o médico, a prática regular de atividade física associada a alongamentos adequados é fundamental para evitar problemas ortopédicos e ainda manter a boa postura. “O exercício ajuda a fortalecer a musculatura, evitar dores e reduzir o risco de lesões, pois previne o desgaste precoce das articulações”, explica.

Por outro lado, o especialista alerta que a prática de atividades físicas deve ser realizada com moderação, principalmente para quem tem hábitos sedentários e aproveita as férias para se envolver em exercícios intensos. “Exercícios de alto impacto, como a prática de alguns esportes e atividades que envolvem saltos por exemplo, podem trazer mais danos para pessoas que não fazem isso regularmente. Isso pode levar a lesões musculares, entorses ou até mesmo fraturas, especialmente se o corpo não estiver preparado para esse nível de atividade”, explica.

Já práticas como alongamento, hidroginástica, natação, musculação, pilates e yoga são muito indicadas para fortalecimento muscular e prevenção de dores a longo prazo. Segundo Maurício, essas práticas também ajudam na melhora da postura, algo que merece atenção especial, afinal, além das longas viagens, as pessoas passam cada vez mais tempo sentadas de forma inadequada, seja no sofá maratonando uma série ou mergulhadas em tablets e smartphones, o que sobrecarrega o pescoço e a coluna vertebral.

Além de manter uma postura adequada, o ortopedista destaca para a importância de escolher calçados confortáveis e antiderrapantes, especialmente ao participar de eventos festivos. “A utilização de saltos muito altos por longos períodos pode resultar em lesões nos pés por conta da sobrecarga na parte anterior do pé. Para evitar dores, sugiro que as pessoas façam pausas regulares ao longo do dia e, durante essas pausas, realizem alongamentos para relaxar os músculos e melhorar a circulação”, aconselha.

“Quando enfrentamos dores persistentes ou lesões, é fundamental priorizar a busca por orientação médica. A intervenção individualizada o não apenas ajuda a identificar a origem das dores, mas também oferece direcionamento adequado para um tratamento eficaz. Ignorar ou negligenciar sintomas pode levar a complicações a longo prazo”, destaca o médico.

Compartilhe este artigo
Segue:
A ImprensaBr é um portal de notícias que fornece cobertura completa dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo.
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *