Desigualdade e conscientização: série “Privilégios” escancara problemas sociais através do humor

Série aborda com humor e crítica as nuances da desigualdade, promovendo um diálogo necessário sobre o privilégio em diversas esferas sociais.

Sob autoria dos atores e comediantes Júlio de Sá e Rebimboca (Raíssa Venâncio e Samuel Toledo), a série Privilégios mistura comédia e crítica social para explorar alguns dos diversos tipos de desafios presentes na sociedade contemporânea.

Desde a sua concepção, “Privilégios” se destaca como uma colaboração entre mentes criativas comprometidas em desenvolver conteúdo de qualidade, mesmo com recursos limitados.

Abordando questões variadas, como privilégios raciais, de gênero, econômicos e sociais, utilizando situações cotidianas para provocar reflexões profundas sobre as desigualdades estruturais, a série contou com o olhar crítico e sensível da empresária Dai Rocha.

“Foi um trabalho construído por três mãos, três mentes criativas e a conexão foi absurda”, revela Júlio de Sá, ator, apresentador e comediante.

Inicialmente lançada no Instagram, a série nasceu com o propósito de estimular debates, provocar reflexões, impulsionar mudanças e promover críticas sociais necessárias, por isso, após o sucesso da primeira temporada, a série deseja expandir para outras plataformas e potenciais parcerias visando alcançar um público ainda mais diversificado.

“O principal objetivo da série ‘Privilégios’ é democratizar a comunicação social e atrair canais que possam colaborar para uma produção maior da obra”, destacou Samuel Toledo, idealizador do Rebimboca.

Com um elenco que inclui figuras como a atriz Heslaine Vieira e Vilma Melo, primeira mulher negra a vencer o Prêmio Shell de Teatro na categoria de melhor atriz em 2017, as convidadas representam uma adição significativa ao cenário audiovisual contemporâneo, abordando temas pertinentes com profundidade e sensibilidade em novas mídias.

“Nossa conexão com a Vilma já vem de longas datas e tem tudo a ver com projeto. Uma mulher desbravou muita coisa. Ela é a verdadeira resistência. Ao final das gravações fiquei muito realizada”, disse Raíssa Venância, idealizadora do Rebimboca.

Raíssa Venâncio, Samuel Toledo e Júlio de Sá não apenas estrelam, mas também assumem os papéis de roteiristas e diretores na série. Com uma equipe técnica de destaque, que inclui Guga Dannemann na direção de fotografia dos episódios dois e quatro, e Rebimboca nos episódios um e três, a produção é assegurada pela Tinta Preta Filmes. Rebimboca também é responsável pela edição, trilha sonora, cor e design, enquanto Taiane Lima cuida da caracterização, e Victor Amaral atua como assistente de produção.

A primeira temporada já está disponível nas redes sociais e pode ser encontrada nos perfis do Instagram da Rebimboca (@arebimboca) e do Júlio de Sá (@ojuliodesa).

Para a segunda temporada, Dai Rocha, agente responsável pelo time, segue em captação de parcerias. “Considero todos os agenciados como uma família, essa ideia de parceria entre eles enriquece a narrativa da série, por isso nos mantemos sempre abertos(as) para quem desejar seguir conosco”, conclui Dai.

Crédito Rebimboca – Foto (01) – Bastidores das gravações.

Compartilhe este artigo