Exposição imersiva “Michelangelo: O Mestre da Capela Sistina” chega ao RioMar Recife no dia 18 de julho

Recife é a primeira parada da mostra após estreia em São Paulo. Através de 15 ambientes, público vai visitar a capela mais famosa do mundo e o ateliê de Michelangelo

A maior exposição imersiva já realizada no Brasil sobre a Capela Sistina e os afrescos de Michelangelo fará no Recife sua primeira parada, após a estreia em São Paulo. “Michelangelo: O Mestre da Capela Sistina” traz para a capital pernambucana a experiência de entrar na Capela por meio de uma reprodução animada das paredes e teto com escala semelhante à original, além das representações de algumas das mais importantes obras artísticas da humanidade. Tudo sob uma perspectiva jamais vista e que estará a poucos metros dos olhos do público. A mostra será inaugurada dia 18 de julho, no RioMar Recife, com ingressos desde R$ 30 à venda a partir de 8 de julho, às 14h, na Bilheteria Digital (serviço abaixo).

Para se ter uma ideia da grandiosidade da exposição, “Michelangelo: O Mestre da Capela Sistina” ocupará mais de mil metros quadrados no piso L3 do mall com 15 salas contendo réplicas de obras, manuscritos, desenhos e esculturas em tamanho real, incluindo uma novidade exclusiva e diferente da temporada do ano passado no MIS Experience (SP): um ambiente imersivo dedicado à famosa “Pietà”, escultura que representa a Virgem Maria segurando seu filho Jesus nos braços.

“Tenho certeza de que os visitantes sairão transformados da exposição. Todos poderão chegar perto das obras e ter a real sensação de uma viagem no tempo e conhecer a capela mais famosa do mundo perto de casa. É também uma verdadeira aula de história com uma imersão no trabalho de um gênio do Renascimento”, afirma Felipe Pinheiro, produtor-executivo da Boldly Go, um dos responsáveis pela realização da mostra.

Na contagem regressiva para os 550 anos de um dos maiores artistas de todos os tempos, a reprodução gigante da Capela Sistina, com estrutura criada exclusivamente para o evento, vai proporcionar ao público uma experiência inédita. A sala dedicada à imersão com a projeção contará com recursos de alta tecnologia de animação e sonorização, promovendo um mergulho dos visitantes nas obras de Michelangelo. Detalhes sobre cada grupo de afrescos criados pelo pintor renascentista italiano compõem a experiência.

Afora a sala de imersão com projeções gigantes no teto e nas paredes, a mostra conta com espaços dedicados à arquitetura, história e curiosidades da Capela Sistina. Haverá uma seção dedicada ao Conclave, reunião dos cardeais para escolher um novo Papa, assim como a réplica da chave da Capela Sistina, trazida diretamente do Vaticano.

Os conteúdos dos ambientes, elaborados pelo curador da exposição, o professor e historiador da arte Luiz Cesar Marques Filho, trarão informações sobre a construção da Capela, suas tradições e seu uso pelo Vaticano, com destaque para maquete que reproduz afrescos e detalhes interiores. Os visitantes poderão conferir desenhos, estudos e projetos de Michelangelo. A reprodução em larga escala do ateliê do artista é um dos destaques da seção, que apresenta gravuras gigantes das obras, cartas, manuscritos e documentos sobre o processo de desenvolvimento dos afrescos.

As réplicas das esculturas selecionadas contemplam diferentes fases da trajetória de Michelangelo. Entre elas está uma das suas primeiras peças, “Madonna da escada” (1491), que retrata a Virgem Maria sentada em uma escada segurando e cobrindo seu filho, enquanto ele dorme. “Centauromaquia” ou “A batalha dos centauros” remete à fase em que o artista começa a destacar a nudez como forma de representar a beleza. A réplica certificada de “Madonna de Bruges” (1501/1504), destaque no filme “Caçadores de obras-primas”, estrelado por George Clooney, também faz parte da exposição, assim como a “Pietà de Rondanini” (1552), conhecida como a última obra inacabada de Michelangelo.

Além da Capela e de toda experiência imersiva pela história, nas últimas salas os visitantes poderão ver de perto a reprodução em tamanho real da escultura de David, que, situada em Florença, é uma das obras mais visitadas no mundo. A peça original tem mais de 5 metros de altura (mesmo tamanho que poderá ser vista na exposição), foi feita em mármore branco e pesa cerca de 5 toneladas. Michelangelo tinha apenas 26 anos quando entregou a obra.

“’Michelângelo – O Mestre da Capela Sistina’ chegará ao RioMar Recife com sua magnitude e riqueza cultural. Acreditamos que seus atributos vêm ao encontro do nosso posicionamento como hub social e incentivadores do entretenimento, cultura e turismo, além de centro de compras. Esta grandiosa exposição imersiva será um presente para o público de Pernambuco e de estados vizinhos e vai gerar experiências memoráveis durante sua temporada conosco”, diz a gerente de Marketing do shopping, Denielly Halinski.

MICHELANGELO – Michelangelo Buonarroti (1475-1564) nasceu em Caprese, na região da Toscana, Itália, e faleceu em Roma. Renomado por suas contribuições à escultura, pintura e arquitetura durante o Renascimento, suas obras mais famosas incluem a estátua de “David”, “Moisés”, “Pietà” e os afrescos da Capela Sistina, com destaque para “A Criação de Adão” e o “Juízo Final.” Como gostava de retratar o corpo humano em suas obras, também estudou anatomia e até dissecou cadáveres. Além de pintor e escultor, Michelangelo escrevia poemas. Foram mais de 300 ao longo da vida. Seu acervo, que abrange diversas disciplinas artísticas, está distribuído em importantes museus pelo mundo, como a Galleria dell’Accademia em Florença e no Vaticano.

CAPELA SISTINA – Uma das principais obras de Michelangelo foi a pintura dos afrescos do teto da Capela Sistina, no Vaticano, entre 1508 e 1512, trabalho encomendado pelo Papa Júlio II. Antes de iniciar o que se tornaria um dos grandes projetos de sua vida, o artista se debruçou por pelo menos um ano em estudos. Michelangelo fez inúmeros esboços para retratar com a fidelidade da sua visão e imaginação figuras divinas e humanas. Na abóbada (teto curvilíneo) da Capela Sistina, pintou as passagens da Bíblia a partir de nove histórias de Gênesis sobre a criação do Universo e do homem. A pintura é considerada uma das grandes obras da humanidade, não apenas pela complexidade, mas pela mistura humana, cultural, política e religiosa da época a partir do olhar de um dos mais renomados artistas do Renascimento.

“Michelangelo: O Mestre da Capela Sistina” é uma realização do Ministério da Cultura, Boldly Go, Deeplab Project e Festa Cheia, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Com correalização do MIS Experience e do Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Economia e Indústria Criativas, a mostra tem patrocínio master do Itaú, patrocínio ouro da Fiat, Brasilcap, RioMar Recife, Uninassau, patrocínio prata das empresas Baterias Moura e Grupo Parvi. A exposição possui apoio do Consulado da Itália e do UOL. Os direitos de imagem são da SEE Entertainment e da Bridgeman Images.

SERVIÇO

Exposição “Michelangelo: O Mestre da Capela Sistina”

RioMar Recife: Av. República do Líbano, 251, Pina – Recife
No Piso L3 (o mesmo da praça de alimentação)
Abertura: 18 de julho de 2024
Em cartaz até 25 de agosto de 2024
Classificação etária: livre
Menores de 12 anos devem estar acompanhados de responsável

Horário:
Segunda a sexta, das 10h às 20h30
Sábado, domingo e feriado: das 12h às 19h30

Ingressos:
Segunda a quinta: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia)
Sexta, sábado, domingo e feriado: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia)
Combo Família (2 adultos + 2 crianças):
Segunda a sexta: R$ 140
Sábados, domingos e feriados: R$180
* Crianças até 5 anos não pagam
* Pessoas com deficiência e com TEA (mais um acompanhante) pagam meia

Venda antecipada de ingressos:
Online: a partir de 8 de julho, às 14h, no site bilheteriadigital.com/michelangelorecife e no app RioMar Recife
Ponto físico: em breve, em quiosque no Piso L2 do RioMar (em frente à loja Amaro)

Durante o evento:
Além dos pontos já citados, haverá bilheteria na entrada da exposição (Piso L3)

Mais informações:
instagram.com/michelangelo.capela.sistina e instagram.com/riomar_recife

Compartilhe este artigo
Segue:
Jornalista há mais de 20 anos, com experiência em redação, em diversas editorias, assessoria de imprensa, produção de conteúdo, produção e apresentação de podcast e produção e reportagem em TV.