Fael abraça a sonoridade pop em seu mais recente EP

O cantor e compositor gaúcho demonstra amadurecimento em seu segundo disco

Em busca de explorar novas formas artísticas, Fael lançou seu mais recente EP, intitulado “Questão de Tempo”, de maneira independente. Ao contrário de seu trabalho de estreia, “Aqui e Agora” (2021), que apresentava uma fusão de rock e MPB, o artista agora se entrega ao universo pop, incorporando faixas mais curtas, batidas eletrônicas, camadas e sintetizadores. Marcando um amadurecimento tanto pessoal quanto musical, o novo álbum conta com seis músicas, incluindo o single “Setembro”, que também ganhou um videoclipe. O compacto está programado para ser lançado em 18 de janeiro de 2024 nas principais plataformas de streaming.

“Acredito que esse é um trabalho de amadurecimento artístico, enquanto o primeiro EP era muito sincero e até exagerado, este é mais racional, mais refinado. Aprendi que menos às vezes é mais, criando arranjos mais inteligentes, explorando novas texturas. Sinto que tenho uma alma um pouco maximalista na forma que faço música, querendo encaixar muitas ideias em um lugar só. Nesse projeto busquei tratar cada canção de forma mais contida, para que a produção servisse à canção e não o contrário. De alguma forma sinto que também é uma forma de encerrar esse primeiro ciclo da minha carreira para, no futuro próximo, investir em um álbum completo.”, avalia Fael.

- Publicidade -

O EP “Questão de Tempo” é uma coleção de composições que remontam a 2010 e que agora se conectam com o momento atual de Fael, como se fosse “uma carta do meu eu de hoje para o meu eu adolescente, que escreveu essas melodias”, descreve o artista. Isso se aplica à faixa “Pelas Ruas”, escrita em 2010, e “Cosmonauta” (2013), resgatadas para conferir coesão a este universo reflexivo criado pelo artista.

Enquanto no primeiro trabalho, em 2021, Fael buscava sua identidade musical, em “Questão de Tempo”, o artista sente-se livre para experimentar, brincar com as notas musicais e explorar suas influências. Desta vez, ele traz uma mistura de The Strokes e The Weeknd, como na faixa “Pelas Ruas”; e também transita entre o pop rock noventista, em “Questão de Tempo”, até o contraste entre o minimalismo e a explosão em “Eu Não Nasci Pra Ser Herói”.

Foto: Divulgação

O EP “Questão de Tempo” destaca Fael como cantor, compositor e também responsável pela arte presente na capa. A produção fica a cargo de Cezar Tortorelli, com mixagem e masterização de Leonardo Braga. A música “Pelas Ruas” é uma colaboração com Gabriel Farias. Participam ainda os músicos Cezar Tortorelli (guitarras e violões) e Giancarlo Gaudio (baixo).

Acompanhe Fael

Instagram: https://www.instagram.com/eusoufael/
Facebook: https://www.facebook.com/EuSouFael/
Twitter: https://twitter.com/soufael

- Publicidade -
Compartilhe este artigo
Segue:
Editora e criadora da Rede Brasileira de Notícias. Fazendo também parte da redação do Imprensabr. Sempre com comprometimento com a imparcialidade na informação.
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *