Guia salarial revela perfis e quanto ganham os profissionais de Tech em pesquisas exclusivas

A Fox Human Capital, consultoria estratégica de capital humano e primeira no país especializada no segmento core da economia, lança o Guia Salarial de Tech 2024. O Guia tem como objetivo trazer uma fotografia de como estão os salários das principais cadeiras demandadas por empresas de tecnologia no Brasil, além de democratizar o acesso a essa informação. Além dos valores de salários praticados no mercado, o guia também conta com uma série de conteúdos exclusivos voltados para o momento e futuro do mercado tech.

Os últimos 5 anos apresentaram realidades distintas para as pessoas que se aventuram pelo mercado de tecnologia. Em pouco tempo, notam-se ciclos diversos, em um período com alto acesso à capital, em outro, com empresas segurando caixa por conta de uma pandemia e, não muito após, um cenário de congelamento e angústia generalizada, frente à crise global, guerras, inverno crypto e eleições, que culminaram nos layoffs e fundos de investimento mais avessos ao risco.

- Publicidade -

João Henrique Benedet, Gerente da divisão de Tech da Fox, explica que “podemos definir esse período como um momento de incertezas, com mais perguntas do que respostas. Porém, após pesquisas com figuras estratégicas de empresas de tecnologia, fundos, e uma aproximação do mercado de candidatos, nota-se que o universo tech está se reaquecendo.  A oferta e procura estão mais balanceadas. Até mesmo as expectativas estão mais realistas e a diferença entre o valores propostos e pretendidos nunca esteve tão pequena” – conta João.

Do ponto de vista das empresas, encontrar candidatos seniores qualificados permanece um desafio, uma vez que muitos já estão bem posicionados no mercado, com salários competitivos. Por outro lado, a tarefa de contratar profissionais em níveis júnior e pleno tornou-se significativamente mais acessível. Aproveitando-se da recente onda de desligamentos, muitas empresas conseguiram preencher suas vagas e complementar seus times, beneficiando-se desse contexto para fortalecer suas equipes.

 

Vagas Afirmativas

As vagas afirmativas são políticas de recrutamento que visam ativamente aumentar a representação de grupos historicamente excluídos, como as mulheres, a população negra e indígena, LGBTQ+, pessoas com deficiência, entre outros, em determinadas posições ou setores. Essas ações podem incluir metas de contratação, programas de mentoria, treinamento específico, e outras iniciativas para garantir que esses grupos tenham maiores oportunidades.

- Publicidade -

Quando se fala sobre as vagas afirmativas para mulheres, o Guia também um aumento nesse tipo de oferta de vaga, porém vale ressaltar que para vagas de gestão/liderança e tecnologia existe ainda um gap entre senioridade e disponibilidade de candidatas. A entrada de mulheres no mercado de tecnologia e a ocupação das mesmas em de cadeiras de liderança são pautas muito recentes, então as empresas precisam entender que não é factível abrir uma vaga afirmativa para mulheres e pedir mais de 10 anos de experiência ou uma vaga de gerente e esperar que a pessoa venha 100% pronta.

“O mercado de tecnologia sempre foi um mercado majoritariamente masculino, e as mulheres estão conseguindo o seu merecido espaço, mas é importante que as empresas deem oportunidades para essas pessoas e apostem também nas suas habilidades, dando espaço para elas demonstrarem seu potencial” – comenta João.

 

Inteligência Artificial e o mercado de trabalho

A inteligência artificial está em ritmo de crescimento acelerado. Segundo o último relatório da IBM Global AI Adoption Index, produzido pela IBM em 2022, 29% das empresas da América Latina já fazem uso de IA em algum nível durante seus processos, a nível global essa adoção é de 34%.

- Publicidade -

A IA é uma realidade, e aqueles que não se adaptarem ficarão para trás. Os investimentos não param de crescer em empresas de tecnologia que focam nessa área. Segundo o último relatório da Distrito, A Visa, apostando no papel da inteligência artificial na revolução digital, lançou um fundo de investimento de R$ 500 milhões para startups que atuem com essa tecnologia.

Apesar desse grande crescimento e fortalecimento da Inteligência Artificial, Benedet identificou nos dados uma grande dor para empresas que querem desenvolver internamente ou para aquelas que de fato são pautadas em IA: Escassez de Talentos. “A falta de profissionais qualificados deve-se ao fato dessa tecnologia requisitar um conjunto de competências em ciência da computação, matemática e estatísticas, que ainda não são facilmente encontradas no mercado de trabalho” – explica.

Além da escassez de profissionais, a IA pode tomar o lugar de muitos outros cargos. Em estudo da McKinsey Global Institute, até 2030, a Inteligência Artificial pode afetar cerca de 800 milhões de trabalhadores em todo o mundo, com muitos precisando desenvolver novas habilidades para permanecerem empregados.

“Como Gerente da divisão de Tech da Fox, acompanho de perto o avanço da Inteligência Artificial e suas implicações no mercado de trabalho. É inegável que estamos em um momento de transformação onde a IA está se tornando cada vez mais presente em diversos setores” – conta Benedet.

João também aponta um intenso retorno ao modelo de trabalho presencial e mais pessoas procurando regimes CLT. “O assédio do mercado internacional apresentou uma grande diminuição e o cenário para os RHs melhorou, sendo que muitos fizeram valer a onda de layoffs e conseguiram fechar as vagas que possuíam através da rede de indicações que se formou após esses eventos. Em suma, as pessoas estão dando mais valor para estabilidade e segurança, já que os últimos anos foram muito imprevisíveis” – finaliza o especialista.

O público interessado posso fazer o download do guia em PDF através do link https://foxhumancapital.com/

A Fox Human Capital foi a primeira consultoria Estratégica de Capital Humano especializada nos segmentos core da Economia no Brasil: Tecnologia, Energia & Infraestrutura, Private Equity & Venture Capital, Indústria & Serviços, Agronegócio, Legal e Óleo, Gás e Mineração. Possui 5 escritórios nas principais capitais: Rio de Janeiro, São Paulo, Florianópolis, Goiânia e Orlando.

Compartilhe este artigo