Mentoria de carreira

Saiba os benefícios para a área médica

O Brasil possui 6.649.307 de profissionais que atuam na área da saúde. Do ano 2000 a 2020, o número de médicos saiu de 230 mil para 502 mil, tendo uma proporção maior nas regiões Sul e Sudeste.

Esse crescimento proporciona novas oportunidades e avanços no mercado de trabalho. Paralelo a esse crescimento, todo um mercado relacionado a isso começou a crescer para auxiliar na gestão dos profissionais, no relacionamento e experiência do cliente mesmo que à distância e no acesso ágil das informações para que o atendimento fosse até mais eficiente quanto o presencial.

Segundo Aline Braga, Especialista em Branding e posicionamento, Founder @4you_digital, assim como novos formatos de atendimento e ferramentas estão disponíveis para os profissionais da área da saúde, os quais terão que se adaptar, também será preciso que passem a ter um olhar especial e o quanto antes ao que estão fazendo para que suas marcas pessoais e consequentemente a imagem da clínicas, consultórios e hospitais onde trabalham tenham destaque e sejam referência.

“Boa parte dos profissionais de saúde estavam acostumados apenas com o básico. Negligenciando por anos o marketing, seja pessoal ou das empresas. Hoje, esse modelo não funciona mais. Fortalecer a marca pessoal na área de saúde é fundamental para profissionais que desejam se destacar”, explica a especialista.

Aline separou algumas das principais tendências para fortalecer a marca pessoal na área de saúde para 2024:

1. Conteúdo de Qualidade e Educação: Crie conteúdo educativo de alta qualidade, como artigos, vídeos ou podcasts, para compartilhar seu conhecimento e estabelecer autoridade em sua área.
2. Telemedicina e Teleconsultas: A pandemia acelerou a adoção da telemedicina. Aproveite essa tendência para oferecer consultas online e criar uma presença digital sólida.
3. Redes Sociais e Mídias Digitais: Utilize as redes sociais de forma estratégica para compartilhar informações de saúde, engajar com pacientes e construir uma comunidade online.
4. Conexões Colaborativas: Colabore com outros profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros e terapeutas, para ampliar sua rede e compartilhar conhecimento.
5. Humanização da Marca: Mostre o lado humano da sua prática. Compartilhe histórias de pacientes bem-sucedidos e humanize seu perfil nas redes sociais.
6. Inteligência Artificial e Saúde Digital: Esteja atualizado sobre as últimas tecnologias, como chatbots de saúde e aplicativos de monitoramento de pacientes, que podem aprimorar a experiência do paciente.
7. Feedback e Avaliações Online: Encoraje os pacientes a deixar avaliações positivas em sites de avaliação e gerencie comentários de maneira proativa.
8. Educação Continuada: Demonstre compromisso com a educação contínua e compartilhe informações sobre cursos, treinamentos e certificações que você adquire.
9. Cuidados Preventivos e Bem-Estar: Além de tratar doenças, foque em promover a saúde e o bem-estar. Compartilhe dicas de prevenção e estilo de vida saudável.
10. Inovação e Pesquisa: Mostre seu envolvimento em projetos de pesquisa e inovação na área de saúde para demonstrar seu comprometimento com avanços no setor.
11. Compliance e Ética: Siga rigorosamente as diretrizes éticas e de privacidade ao compartilhar informações sobre pacientes e práticas de saúde.
12. Acessibilidade e Inclusão: Garanta que seu conteúdo e prática sejam acessíveis a pessoas com diferentes necessidades, como tradução, legendas e recursos para deficientes.
13. Mentoria a outros profissionais da área da saúde.

“Lembrando que a construção de uma marca pessoal leva tempo, portanto, seja consistente e autêntico em suas ações. Mantenha-se atualizado sobre as tendências da área de saúde e adapte sua estratégia de acordo com as necessidades do seu público e as mudanças do setor” – finaliza Aline.

Compartilhe este artigo
Segue:
A ImprensaBr é um portal de notícias que fornece cobertura completa dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo.
Deixe um comentário