Metas de Ano Novo: altere a perspectiva para alcançar o sucesso em 2024

Por que a maioria das pessoas falha em cumprir suas promessas de Ano Novo e como podemos melhorar nossas chances de sucesso

Com o início do ano, muitas pessoas criam listas de desejos para os próximos 365 dias. Essas resoluções podem incluir coisas a mudar, a fazer, a parar de fazer, e até mesmo coisas possíveis e impossíveis. No entanto, muitas dessas determinações, por mais bem-intencionadas que sejam, acabam não sendo realizadas.

Alguns objetivos são adiados para o próximo ano, enquanto outros permanecem indefinidamente na categoria “quem sabe um dia?”. Portanto, como colocar em prática os projetos do Ano Novo?

- Publicidade -

Há alguns anos, o site americano 43things.com vem realizando uma enquete on-line para eleger as resoluções de Ano Novo mais comuns que as pessoas estabelecem. O top cinco da lista de promessa inclui perder peso, economizar dinheiro, comer, beber e aprender ou tentar algo novo, definir uma meta atlética acessível e ser feliz. Muitos desejos são comuns em todo o planeta.

‘Perder peso’ e ‘Economizar dinheiro’ têm ocupado as primeiras posições há 17 anos, desde 2007. “Quem nunca estabeleceu uma dessas metas como projeto de Ano Novo?”, questiona a psicóloga, especialista em terapia cognitivo-comportamental, Silvia Rezende. No entanto, diz ela, “nem sempre essas metas saem do papel e se tornam realidade”.

De acordo com uma pesquisa realizada na Universidade de Hertfordshire, no Reino Unido, pelo professor Richard Wiseman, apenas uma em cada dez pessoas que projetam sua lista de resoluções conseguirá atingir os objetivos ao longo do ano.

O estudo revelou que muitas pessoas falham em suas resoluções porque usam estratégias que não funcionam, para tentar alcançar seus objetivos. De acordo com Wiseman, algumas abordagens comumente sugeridas em livros de autoajuda não são eficazes e podem até ser prejudiciais. Por exemplo, se você está tentando perder peso, simplesmente colocar uma foto de um modelo na porta da geladeira ou fantasiar sobre ser magro não é suficiente. Essas estratégias podem não funcionar e, em alguns casos, são contraproducentes.

Na avaliação de Silvia Rezende, estabelecer metas para o ano que está por vir é um ritual comum que, para muitas pessoas, marca o fim de um ciclo e o início de outro. “Traçar metas é algo relativamente fácil; o desafio é concretizar o projeto nos dias que se seguem”.

- Publicidade -

Silvia esclarece que o primeiro passo para realizar o que se planeja na virada do ano é compreender como elaborar um projeto. O termo ‘projeto’ deriva do latim ‘projectum’, que significa ‘algo lançado à frente’. Assim, um projeto é um ‘plano’ para a execução de uma ação e pode também representar um propósito, uma intenção, um rascunho.

Para ela não basta apenas estabelecer metas para que tudo se concretize automaticamente. “É crucial planejar como o projeto será realizado em etapas: planejamento, execução, monitoramento, controle e conclusão. Além disso, um projeto é um plano, um esboço de algo que é para o futuro e que exige dedicação e reforço constante”, diz.

Aqueles que foram bem-sucedidos em suas resoluções de Ano Novo adotaram uma abordagem multifacetada. Eles dividiram seus objetivos finais em metas menores e se recompensaram ao atingir cada etapa. Além disso, compartilharam seus planos com amigos, mantiveram o foco nos benefícios alcançados e registraram seus progressos em um diário. “Essas estratégias aumentaram suas chances de sucesso para 35%, segundo o estudo da Universidade de Hertfordshire.

Os dados apurados por Wiseman incluem ainda que quando se adota todas as estratégias mencionadas, a probabilidade de sucesso sobe para 50%. Outras táticas úteis incluíram a adoção de uma única resolução de cada vez e o tratamento de recaídas ocasionais como deslizes temporários, em vez de falhas completas.

Silvia ainda reforça que um projeto é um mapa que nos orientará e nos conduzirá às situações que desejamos alcançar. “Podemos usar o calendário anual e a sequência dos dias da semana e meses do ano para criar uma organização, um cronograma de tarefas com as durações e resultados para cumprir o projeto de Ano Novo ou nosso projeto de vida”.

- Publicidade -

Com isso, estabelecer objetivos, metas, caminhos a seguir a curto, médio e longo prazo é ter um plano de ação para alcançar o resultado. No entanto, apenas um plano de ação não é suficiente para garantir um desfecho produtivo. Monitorar o projeto é importante. “Pensar apenas no resultado e não prestar atenção à realização do processo como um todo pode contribuir para o fracasso do projeto.”, finaliza.

Compartilhe este artigo
Segue:
Editora e criadora da Rede Brasileira de Notícias. Fazendo também parte da redação do Imprensabr. Sempre com comprometimento com a imparcialidade na informação.
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *