Taxa de desemprego no Brasil cai para 7,8%, menor nível desde 2015

População ocupada cresce 1,3%, mas informalidade ainda é alta

A taxa de desemprego no Brasil caiu para 7,8% no trimestre encerrado em agosto deste ano, o menor nível desde fevereiro de 2015. A população ocupada cresceu 1,3% no trimestre, mas a informalidade ainda é alta, com 39,1% da população ocupada trabalhando sem carteira assinada.

De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população desocupada chegou a 8,4 milhões, apresentando recuos de 5,9% (menos 528 mil pessoas) em relação ao trimestre anterior e de 13,2% (menos 1,3 milhão de pessoas) em relação ao ano anterior.

Já a população ocupada (99,7 milhões) cresceu 1,3% no trimestre (mais 1,3 milhão de pessoas) e 0,6% (mais 641 mil pessoas) no ano. O nível da ocupação, isto é, o percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar, ficou em 57%, acima do trimestre anterior (56,4%) e estável em relação ao ano passado.

O rendimento real habitual foi calculado em R$ 2.947, apresentando estabilidade no trimestre e crescimento de 4,6% no ano. A massa de rendimento real habitual (R$ 288,9 bilhões) foi recorde da série histórica, crescendo 2,4% frente ao trimestre anterior e 5,5% na comparação anual.

Carteira assinada

O número de empregados com carteira de trabalho no setor privado – sem considerar trabalhadores domésticos – chegou a 37,25 milhões, o maior total desde fevereiro de 2015 (37,29 milhões). Em relação ao trimestre anterior, a alta é de 1,1% (mais 422 mil pessoas), enquanto na comparação com o ano anterior o avanço é de 3,5% (mais 1,3 milhão) no ano.

Apesar da queda no desemprego, a informalidade ainda é um problema no Brasil. O número de trabalhadores informais é maior do que o de empregados com carteira assinada, o que significa que esses trabalhadores não têm os mesmos direitos trabalhistas e previdenciários.

Acompanhe a ImprensaBr nas redes sociais e no Google Notícias para mais informações sobre o mercado de trabalho.

F.A.Q:

  • O que é a taxa de desemprego?

A taxa de desemprego é um indicador que mede a proporção de pessoas que estão desempregadas na população em idade de trabalhar.

  • O que significa que a taxa de desemprego caiu para 7,8%?

Significa que, no trimestre encerrado em agosto de 2023, 7,8% da população em idade de trabalhar não estavam trabalhando, mesmo estando disponíveis para trabalhar e procurando emprego.

  • Qual é a importância da taxa de desemprego?

A taxa de desemprego é um indicador importante da saúde da economia. Quando a taxa de desemprego é alta, significa que há menos pessoas trabalhando, o que pode levar a uma redução do consumo e da produção.

MARCAÇÃO:
Compartilhe este artigo
Segue:
A ImprensaBr é um portal de notícias que fornece cobertura completa dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo.
Deixe um comentário