Transtorno do Espectro Autista (TEA): Um Diagnóstico Tardio de Wolmer Ricardo Tavares*

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um tema amplamente discutido e explorado por especialistas, cujas obras oferecem um entendimento aprofundado e ferramentas valiosas para aqueles que desejam trabalhar ou conviver com pessoas autistas. No entanto, no livro TEA – Transtorno do Espectro Autista, o autor Wolmer Ricardo Tavares destaca uma perspectiva muitas vezes negligenciada: o diagnóstico tardio de TEA e seu impacto no autoconhecimento e na aceitação social.

 Diagnóstico Tardio e Conflitos Internos

Pessoas que recebem um diagnóstico de TEA na vida adulta enfrentam desafios únicos. Sem a identificação precoce, muitos autistas passam a vida lutando com conflitos internos e buscando aceitação, frequentemente rotulados de forma negativa por familiares e colegas que os consideram sistemáticos, chatos ou inconvenientes.

Palestra sobre Autismo
Foto: Acervo pessoal

Os autistas com nível de suporte 1, representam um universo de pessoas que sofrem com rotulações, falta de empatia e até mesmo exclusões sociais, fazendo com que encontrem meios de aceitação constante para estar sempre próximos aos seus pares, o que é comum na adolescência, torna-se muito custoso na vida adulta.

“O diagnóstico tardio, embora possa parecer uma desvantagem, é um passo crucial para o autoconhecimento e a reivindicação de direitos.” afirma Wolmer

 Cenário Atual e Histórico

Palestra sobre Autismo
Foto: Acervo pessoal

Atualmente, as pesquisas indicam que uma em cada 30 crianças é diagnosticada com TEA. Felizmente, o acompanhamento é mais eficaz e a sociedade mais consciente e compreensiva. Contudo, a situação era bem diferente há 50 anos. Naquela época, a falta de entendimento e suporte educacional para autistas era evidente. Segundo Nathália Ribeiro Batista de Souza em seu artigo “O Espectro Autista e a Educação”, o TEA era erroneamente classificado como um transtorno mental, resultando em uma ausência total de acompanhamento adequado.

 Importância do Laudo e Busca por Direitos

A Lei Federal nº 12.764 foi um marco significativo ao instituir a “Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista”. Para aqueles que suspeitam ter TEA ou receberam um diagnóstico tardio, é fundamental buscar um laudo oficial e lutar por seus direitos.

Wolmer destaca a importância de alertar para esse tema:

“A sociedade tem avançado no debate, mas é fundamental continuar promovendo a conscientização e o apoio necessário para todos os autistas, independentemente de quando sejam diagnosticados.”

Esse livro não se limita a explorar conceitos e esclarecimentos sobre o TEA, mas apresenta alguns mosaicos vivenciados pelo próprio autor, que se descobriu neuroatípico na vida adulta, e que poderão servir de base para outras pessoas buscarem auxílio para maior entendimento, trabalhar o autoconhecimento e a sua validação como indivíduo neuroatípico.

Lançado pela Ícone Editora, o livro se encontra disponível no site www.iconeeditora.com.br

*Wolmer Ricardo Tavares é escritor, palestrante e docente, mestre em Educação e Sociedade com o projeto Gestão do Conhecimento e a Educação na Sociedade do Conhecimento, especialista em educação básica, ambiental, patrimonial e em análise de negócios e informação.

 

Compartilhe este artigo
Assessor de comunicação, com formação em TI, especialização em comunicação integrada, computação gráfica e master em marketing. Trabalha com editorias do 3º setor, indústrias, construção civil, arquitetura e decoração, pet, beleza, empreendedorismo, literatura, cultura, saúde e esportes.