Dicas para ceia de Réveillon vegano, sem glúten e sem lactose

Quando o assunto é festa de fim de ano, um dos momentos mais esperados entre famílias e amigos é a ceia. Sinônimo de fartura, desde as toalhas coloridas, frutas que remetem à época, assados e pratos clássicos são presença confirmada na virada de ano. Na pegada da gastronomia festiva, quem possui restrição alimentar ou opta pela dieta vegana ou vegetariana, merece uma ceia tão saborosa e festiva quanto. Especialista em Nutrição do Centro Universitário de Brasília – CEUB, Paloma Popov destaca que toda ceia pode e deve ser um momento gostoso, com opções para todos os públicos.

“As comemorações de festas em geral exigem de quem tem condição alimentar diferenciada atenção na forma de preparo dos alimentos”, alerta a especialista. Ao citar as diversas alternativas de ingredientes e preparo, Paloma indica a criatividade como ponto alto para esse fim de ano, com opções de saladas, pães sem glúten, queijos, leites e derivados sem lactose para compor belas receitas.

- Publicidade -

De acordo com a nutricionista do CEUB, a ceia de Ano Novo, em geral, não contém preparos com glúten e lactose. O que acaba surpreendendo são as sobremesas, entradas, o clássico panetone, além das famosas rabanadas, sempre presentes na ceia de e Ano Novo. A especialista sugere alternativas fáceis: “Podemos pensar em saladas com um teor nutritivo para não faltarem nutrientes para esse grupo. Pensando em usar extratos vegetais para substituição do leite e seus derivados, temos leite de coco, amêndoas, arroz, ou próprio leite de soja”.

No caso do público vegano, Paloma recomenda a utilização de proteínas de origem vegetal, encontradas nas leguminosas, feijões, lentilha, ervilha, soja, grão de bico, e nos cereais, que é o grupo do arroz, milho, cevada, centeio, trigo e aveia. “O vegano pode substituir o consumo de proteínas com esses grupos alimentares”, explica. Quando o assunto é dica de receita, Paloma revela algumas preparações, entre elas um quibe feito com trigo para quibe, em que se pode usar cenoura, abobrinha ou abóbora – podendo utilizar até o tofu, que é o queijo de soja.

Outra alternativa saborosa, segundo Popov é o Escondidinho com proteína de soja texturizada, que pode ser coberto com purê de batata, de aipim ou de batata baroa. Para substituir os assados, a dica da especialista é o hambúrguer de grão-de-bico ou hambúrguer de soja. De entrada, o snack de grão-de-bico é a indicação. “O que sempre tem que se levar em consideração é a criatividade. Dá para fazer pratos e cardápios bem elaborados e atender todos os grupos”, arremata.

Confira receita exclusiva desenvolvida pelos alunos de Nutrição do CEUB:

Tabule de quinoa, lentilha, damasco e hortelã

- Publicidade -

INGREDIENTES
200g de quinoa
150g de lentilha seca
100g de damasco seco em cubos
100g de rabanete
30g de folhas de hortelã fatiadas
Suco de 3 limões
50ml de azeite extravirgem
50g de nozes picadas
Sal e pimenta a gosto

MODO DE PREPARO

  • Cozinhe a quinoa e a lentilha separadamente em água fervente com sal e reserve;
  • Junte a quinoa, a lentilha, o rabanete, o damasco, a hortelã, o suco de Limão, o azeite e misture tudo, acertando o sal e a pimenta;
  • Acrescente as nozes picadas e sirva.
Compartilhe este artigo
Segue:
A ImprensaBr é um portal de notícias que fornece cobertura completa dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo.
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *