Na semana do Meio Ambiente, empresas devem reforçar os compromissos para atingirem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU até 2030

Luis Namura, que há mais de 20 anos comanda uma empresa que conquistou “A Primeira Patente Verde do Brasil”, fala sobre os ganhos que as companhias podem obter investindo em práticas sustentáveis.

São José dos Campos, junho de 2024 – Mais do que nunca o Meio Ambiente pede socorro e, na semana em que essa data tão importante é lembrada mundialmente (5 de junho), é preciso reforçar os compromissos das empresas em preservar todo o ecossistema.

- Publicidade -

A ONU (Organização das Nações Unidas) e seus parceiros no Brasil estão trabalhando para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). São 17 metas ambiciosas e interconectadas que abordam os principais desafios de desenvolvimento enfrentados por pessoas no Brasil e no mundo.

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável são um apelo global à ação para acabar com a pobreza, proteger o meio ambiente, o clima e garantir que as pessoas, em todos os lugares, possam desfrutar de paz e de prosperidade. Estes são os objetivos para os quais as Nações Unidas estão contribuindo a fim de que possamos atingir a Agenda 2030 no Brasil.

Uma das empresas do grupo Vitae Brasil, a Solum Ambiental, comandada por Luis Namura, há mais de 20 anos vem desenvolvendo e aperfeiçoando soluções inovadoras para gerar um impacto positivo no meio ambiente de forma econômica e sustentável. A companhia acredita no poder da excelência no tratamento de resíduos para transformar o planeta Terra e construir um futuro melhor para as próximas gerações. O trabalho consiste na valorização dos resíduos do planeta, transformando-os em subprodutos úteis por meio de um tratamento transparente, especializado e rastreável.

O carro-chefe da empresa é o Vorax DuoTherm, que em tempo recorde de nove meses, conseguiu o importante título de “Primeira Patente Verde do Brasil”, concedida pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI)e reconhecida em mais de 30 países. O equipamento também obteve outras premiações nacionais.

A tecnologia DuoTherm por meio do equipamento Vorax é uma inovação em que um reator dividido em 2 módulos gera um gradiente de alta temperatura que combinados promovem o tratamento dos resíduos, transformando-os em subprodutos úteis, neutralizando a formação de poluentes danosos ao meio ambiente e à saúde.

- Publicidade -

Nesse processo, a redução em massa do resíduo é da ordem de 10:1 e, em volume, de 100:1 a 200:1, de acordo com a classificação. O processo é único e específico, com uma gaseificação em alta temperatura (900°C) seguida por uma combustão (1200°C) e é finalizada com um tratamento de gases adequado para cada tipo de resíduo processado.

O modelo de negócio é composto pela implantação, a operação e a manutenção do equipamento, lidando com as capacidades de 5, 10 e 15 toneladas de resíduos perigosos por dia.

O compromisso com a Sustentabilidade não é opção, e sim necessidade

Além de presidente do grupo Vitae Brasil, um conglomerado de empresas com foco em Educação, Meio Ambiente, Energia e Startups, todas fundamentadas soluções que transformem a vida das pessoas, Luis Namura é um mentor que tem propriedade para falar sobre a importância das companhias não medirem esforços no sentido de desenvolver ações de Sustentabilidade e ESG (Environmental, Social, and Governance).

“Atualmente, adotar políticas sustentáveis se tornou necessidade. E estamos falando de reflexos em toda a cadeia produtiva, do pequeno ao grande fornecedor. Posso garantir que, a longo prazo, os benefícios são vários, tanto em termos de desempenho financeiro, quanto em reputação e impacto social. Antes, a rentabilidade da ação e a solidez da empresa costumavam ser os principais critérios para uma decisão de investimento. Mas, cada vez mais, os compromissos ambientais, sociais e a governança das empresas têm se tornado fatores importantes para os investidores na hora de comprar uma fatia de um negócio”, afirma Namura.

- Publicidade -

Para se ter uma ideia, a Bolsa de Valores brasileira possui 10 índices ESG com base em critérios como diversidade, descarbonização, condições de trabalho, entre outros fatores, e as empresas listadas são avaliadas com relação às boas práticas que desenvolvem.

Portanto, se você pensa grande como o Namura, fique atento à lista de vantagens que vai obter se investir em Sustentabilidade:

  1. Melhor desempenho financeiro a longo prazo: Empresas que incorporam práticas sustentáveis e ESG geralmente têm melhor desempenho financeiro a longo prazo. Isso ocorre porque essas empresas estão posicionadas para gerenciar riscos ambientais, sociais e de governança, o que pode levar a uma redução de custos operacionais, maior eficiência e acesso a novas oportunidades de negócios.
  2. Acesso a capital e custo de capital mais baixo: Investidores e instituições financeiras estão cada vez mais considerando critérios ESG ao tomar decisões de investimento. Empresas com sólidos padrões ESG, muitas vezes, têm acesso mais fácil a capital e podem obter empréstimos ou financiamento com taxas de juros mais baixas.
  3. Atração e retenção de talentos: As empresas que demonstram compromisso com a sustentabilidade e responsabilidade social muitas vezes são mais atraentes para os funcionários, especialmente para as gerações mais jovens, que valorizam questões ambientais e sociais. Isso pode levar a uma melhor retenção de talentos e atração de profissionais altamente qualificados.
  4. Redução de riscos operacionais e regulatórios: Integrar práticas sustentáveis e ESG pode ajudar as empresas a identificar e mitigar riscos operacionais e regulatórios, incluindo multas por não conformidade com regulamentações ambientais, litígios trabalhistas e danos à reputação.
  5. Melhor reputação e relacionamento com partes interessadas: Empresas que são percebidas como responsáveis social e ambiental, muitas vezes, desfrutam de uma melhor reputação junto aos clientes, investidores, comunidades locais e outros stakeholders. Isso pode levar a uma maior confiança do consumidor, lealdade à marca e uma vantagem competitiva no mercado.
  6. Inovação e vantagem competitiva: Investir em sustentabilidade na maioria das vezes promove a inovação, levando ao desenvolvimento de novos produtos, processos e modelos de negócios que são mais eficientes, ambientalmente amigáveis ​​e socialmente responsáveis. Isso pode proporcionar uma vantagem competitiva significativa no mercado.

“Em resumo, investir em sustentabilidade não é apenas uma escolha ética, mas também uma estratégia inteligente de negócios para garantir a longevidade e sucesso de uma empresa no mercado atual”, conclui Namura.

       

Compartilhe este artigo
Somos uma agência de comunicação integrada, com foco em gerenciamento de reputação, estruturada para atuar de forma estratégica, oferecer soluções personalizadas e entregar os melhores resultados. Por meio de cocriação e planejamento estratégico, moldamos nossa operação aos objetivos do cliente. Para nós da Comunicaê, cada desafio é único e merece ser olhado por um ângulo novo.