Santander e Prefeitura do Recife firmam parceria para ampliar vagas do Programa Embarque Digital

Nesta terça-feira (12/06), a Prefeitura do Recife e o Santander firmaram parceria para ampliar o acesso a bolsas de estudos pelo público alvo do Programa Embarque Digital. A parceria visa a uma oferta suplementar de 30 (trinta) vagas para além das 2000 (duas mil) estabelecidas pelo programa, custeando totalmente os dois anos e meio de curso do estudante embarcado. A oficialização do convênio aconteceu no Laboratório do Embarque Digital, localizado no edifício-sede do Porto Digital, com a presença do prefeito do Recife, João Campos; do senior head de Governos, Instituições e Universidades do Santander no Brasil, Márcio Giannico; do secretário de Educação do Recife, Fred Amâncio; e do presidente do Porto Digital, Pierre Lucena.

“Agradecemos ao Santander por ser a primeira empresa privada do país a abrir vagas gratuitas no Embarque Digital do Recife. A Prefeitura cumpriu com as 2 mil vagas ofertadas e estamos abrindo, agora, mais 250 para chegar nesse número e o Santander está colocando mais 30 vagas financiadas 100% pelo Santander Brasil. Gostaria de agradecer à instituição financeira e também aos alunos do Embarque, professores e responsáveis por colocar de pé o maior programa em ensino superior do Brasil em Tecnologia. Hoje, não vemos nenhuma cidade no país com um projeto dessa dimensão, que já ocupa mais de R$ 30 milhões no orçamento da Prefeitura. Vale ressaltar que esse investimento não contabiliza como recurso obrigatório para a Educação, já que o ensino superior não é uma atribuição do município. Mas, aqui, estamos pensando em estratégia de cidade. Precisamos aumentar a renda média da cidade do Recife e democratizar o acesso às melhores oportunidades de emprego. E para corrigir desigualdade, a gente precisa trazer oportunidade”, afirmou o prefeito do Recife, João Campos.

Para a oferta das 30 bolsas no Programa Embarque Digital, a parceria prevê que o Banco Santander, através da Universia Brasil, se responsabilize por todo o processo seletivo, o qual deverá manter os critérios de elegibilidade do processo original, bem como as políticas afirmativas já estabelecidas para a reserva de vagas e critérios de desempate. A Universia Brasil é uma instituição do Banco Santander com fins sociais e educacionais, ofertando e mediando cursos para o desenvolvimento pessoal e profissional para interessados de todo o mundo, conectando oportunidades.

“Posso dizer que a iniciativa do programa Embarque Digital é maravilhosa. Desde quando conheci o projeto, eu falei que esse é o tipo de iniciativa que o país precisa. Formar jovens, com viés de inclusão, e encaminhar para o mercado de trabalho. Esse formato se alinha ao modo como pensamos educação e o futuro do nosso país. Acreditamos que a educação e a capacitação são as chaves para abrir portas e criar oportunidades pessoais e profissionais para o mercado de trabalho do futuro. Com essas bolsas, o Santander visa incentivar a formação de estudantes na área de tecnologia, um dos setores mais carentes de mão de obra qualificada”, afirmou o senior head de Governos, Instituições e Universidades do Santander no Brasil, Marcio Giannico.

Sob a coordenação da Secretaria de Educação do Recife, em parceria com o Porto Digital, o Programa Embarque Digital – que já contemplou 1.750 jovens na oferta gratuita de cursos de graduação na área de tecnologia – tem como objetivo fomentar a formação de capital humano especializado na área de Tecnologia e Comunicação na cidade de Recife. Ao proporcionar oportunidades educacionais para jovens em situação de vulnerabilidade social, a iniciativa busca transformar vidas e impulsionar a economia local.

“Hoje, o Santander chega para apoiar o Embarque Digital com trinta vagas novas. É a primeira empresa privada que vem pra apoiar o Programa e a gente espera que, a partir de agora, outras empresas se juntem com a Prefeitura do Recife nesse grande esforço coletivo para que a gente possa aumentar, ainda mais, o Embarque Digital, que é o principal programa de formação de capital humano e tecnologia do Brasil”, afirmou o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena. “O Embarque é um dos maiores e mais importantes programas da atual gestão da Prefeitura do Recife. Ele surgiu com um objetivo muito forte de ofertar a formação na área de tecnologia e melhorar a empregabilidade dos jovens egressos da rede pública de ensino. E isso causa um impacto muito positivo na economia e no crescimento do polo de tecnologia e inovação do Recife”, acrescentou Fred Amancio.

Para participar, os candidatos devem ser residentes e domiciliados na cidade do Recife, ter cursado os três anos do ensino médio em escola da rede pública brasileira ou o supletivo na rede pública. Além disso, é necessário ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) em uma das últimas cinco edições (2023, 2022, 2021, 2020 ou 2019) ou o Sistema Seriado de Avaliação (SSA) nas últimas cinco edições (2023, 2022, 2021, 2020 ou 2019). É importante destacar que 50% das vagas são destinadas a pessoas negras ou pardas e, dentre os critérios de desempate, é dado como prioridade mulheres e estudantes que também cursaram o ensino fundamental na rede pública de ensino.

Os cursos disponíveis são Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Sistemas para Internet e estão distribuídos nas seguintes instituições de ensino superior parceiras: Cesar School, Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau), Centro Universitário Tiradentes (Unit Pernambuco), Faculdade Imaculada Conceição do Recife (FICR), Faculdade Senac e Universidade Católica de Pernambuco (Unicap).

O curso terá duração de dois anos e meio e será oferecido de forma online de segunda a quinta-feira. Às sextas-feiras, os estudantes terão a oportunidade de participar de uma residência presencial no Porto Digital, um dos maiores parques tecnológicos e ambientes de inovação do país. Essa imersão presencial permitirá que os alunos se integrem ao ecossistema de inovação e adquiram uma experiência prática inestimável.

Além da formação técnica, todos os inscritos terão acesso a uma trilha de desenvolvimento profissional, que inclui workshops e mentorias oferecidos pela Universia, empresa do Santander dedicada à gestão de talentos.

Nos últimos três anos, o Santander tem se destacado em iniciativas gratuitas de capacitação na cidade de Recife, beneficiando mais de 5 mil recifenses com investimentos superiores a R$ 1 milhão. Esses recursos foram direcionados para áreas como TI, cibersegurança e certificações no mercado financeiro. Para o projeto Embarque Digital, o banco investirá aproximadamente R$ 26 mil por aluno, totalizando um aporte de R$ 800 mil para todo o ciclo de dois anos e meio.

Compartilhe este artigo
Segue:
Jornalista há mais de 20 anos, com experiência em redação, em diversas editorias, assessoria de imprensa, produção de conteúdo, produção e apresentação de podcast e comentarista em canal independente no YouTube