“Toninho Valente: O Artilheiro do Palmeiras” por Luciano Nassar

De Luiz Asts

De Santa Catarina para o mundo, Toninho Valente deixou uma marca indelével no cenário do futebol. Com seus gols, determinação, velocidade e talento, ele moldou um novo tipo de centroavante, redefinindo a história do esporte.

No Brasileirão de 1975, por exemplo, Toninho se destacou pelo Figueirense, especialmente no memorável empate em 2 a 2 contra o Palmeiras, onde marcou ambos os gols de sua equipe. Esse desempenho o levou ao Palmeiras em 1976, onde formou uma dupla inesquecível com Jorge Mendonça no Paulistão do mesmo ano. Além disso, teve grande performance no Campeonato Brasileiro de 1978, conquistando a vice-artilharia.

Durante sua passagem pelo Palmeiras, Toninho jogou 175 partidas, com 91 vitórias, 60 empates, 24 derrotas e 83 gols marcados. Ele conquistou o título paulista de 1976 e deixou uma marca eterna na história do clube. Sua carreira também inclui passagens por outros clubes, como Cruzeiro, Corinthians, Universidad Católica do Chile, Ponte Preta, Ferroviária-SP, Avaí, XV de Piracicaba e Aymoré-RS.

O livro “Toninho Valente: O Artilheiro do Palmeiras”, escrito pelo historiador, filósofo e escritor Luciano Ubirajara Nassar*, é uma homenagem a esse ícone do esporte. Nassar, especialista em narrar histórias que imortalizam ídolos do futebol, celebra não apenas a trajetória de um dos maiores atacantes do futebol brasileiro, mas também reafirma sua habilidade como autor.

O livro vem como homenagem ao Palmeiras pelo quarto título de Campeonato Paulista de 2024, afirma Nassar.

Bizi, Mário, Toninho e Rosemiro
Foto: Acervo pessoal

O livro foi lançado oficialmente na Loja Manto Alviverde em São Paulo e contou com a presença dos craques Bizi, Mário, Toninho e Rosemiro, em uma emocionante celebração do legado de Toninho Valente e do clube que ele representou com paixão e garra.

A obra narra uma rica história do Palmeiras e é leitura obrigatória para os fãs do futebol.

Sobre o autor:  Luciano Ubirajara Nassar é professor de história, filosofia e escritor. Amante e pesquisador do futebol, há mais de vinte anos escreve sobre o tema. É de sua autoria: Brasil, os melhores jogadores de futebol do mundo, Rei Enéas, um gênio esquecido, Julinho Botelho, um herói brasileiro, Os melhores jogadores de futebol do Brasil, Palmeiras, seus heróis e suas glórias, Dener, o Deus do drible, Fausto a maravilha negra, Leivinha, o camisa 8 de ouro, Bizi, o símbolo da raça juventina e Edu, o mestre do futebol.

Outras obras do autor:

Outros livros do autor

 

 

Compartilhe este artigo
Assessor de comunicação, com formação em TI, especialização em comunicação integrada, computação gráfica e master em marketing. Trabalha com editorias do 3º setor, indústrias, construção civil, arquitetura e decoração, pet, beleza, empreendedorismo, literatura, cultura, saúde e esportes.