A revolução na advocacia: tecnologia e humanização

Evento promove debate sobre a nova advocacia e a necessidade que os advogados dominem tecnologias e conheçam profundamente o negócio de seus clientes

Nos últimos 20 anos, a advocacia tradicional passou por uma transformação significativa. Embora ainda esteja presente, a advocacia tradicional e burocratizada está em declínio, dando lugar a uma nova forma de prática jurídica. Com a infusão da IA cada vez maior, essa nova advocacia exige dos profissionais uma abordagem diferente, mais alinhada às demandas modernas e às expectativas dos clientes.

De acordo com o advogado Renato Mandaliti, “a advocacia tradicional, como a que conhecemos há duas décadas, está morrendo e a simples capacitação processual já não é suficiente. É essencial que o advogado entenda o negócio do cliente. E mais do que isso, ele precisa estar próximo do cliente para captar a real essência do negócio”.

- Publicidade -

A advogada Manuela Cardoso, Gerente Jurídico da Bradesco Saúde, reforça ainda que “apenas entender os aspectos legais não é mais suficiente, mas também ter insights a partir de dados estruturados e utilizar métodos de trabalho que aproximem o profissional jurídico do cliente, tornando-se parceiros estratégicos, compreendendo suas operações e necessidades específicas”. Afinal, a proximidade deste profissional com o cliente permite uma melhor compreensão das suas expectativas e uma atuação mais eficaz.

A crescente utilização da Inteligência Artificial no ecossistema jurídico tem causado imenso impacto na evolução do setor. Desde sua “aprovação” na prova da primeira fase da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o ChatGPT tem preocupado muitos profissionais que se surpreenderam com a capacidade de criação da ferramenta e agora temem ser substituídos. Isto porque a IA consegue criar petições, redigir contratos e minutas, levando advogados e estudantes a se questionarem sobre como será o futuro do direito. “Na área do contencioso de massa, por exemplo, que é a área do direito que envolve a gestão e o tratamento de um grande volume de processos judiciais que possuem características semelhantes, a tecnologia de automação já tem sido usada em grande escala”, explica Mandaliti.

Neste sentido, a ferramenta está maximizando a capacidade de processar grandes volumes de dados de maneira rápida: “A IA, customizada e eficiente, vem transformando a forma como os escritórios de advocacia e os departamentos jurídicos das grandes empresas lidam com esses casos”, completa a Gerente da Bradesco Saúde.

Renato Mandaliti falou durante o 8º “Fórum Contencioso de Massa e Estratégico – Cases e Inovações para Gestão”, em São Paulo, apresentando o case “A Jornada da Bradesco Seguros na Transformação Jurídica da Área de Saúde”. Durante o mesmo painel, Manuela Cardoso e André Altieri, gerentes jurídicos da Bradesco Saúde, apresentaram dados sobre o mercado de seguros de saúde no país.

 

- Publicidade -

Por: Adriana Ayres

Compartilhe este artigo
Segue:
Leia o ImprensaBR e fique por dentro das notícias do Brasil e do mundo sobre: ​​Entretenimento, Esportes, Vida, Jogos, Cultura e muito mais! https://imprensabr.com
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *