Comédia musical Bossa Nova Cabaret Bar, do Circo Grafitti, faz pausa para o final de ano; temporada vai até 4 de fevereiro no Teatro do Sesi-SP

De Imprensabr

Espetáculo é livremente inspirado em fatos, personagens e canções do movimento musical carioca, Bossa Nova Cabaret Bar está em cartaz até 17 de dezembro, retomando a temporada em 11 de janeiro de 2024. Nos dias 7, 8, 14 e 15 de dezembro, a peça faz duas sessões, às 17h e às 20h. A entrada é gratuita.

“Helene e Bogossian criam um musical divertido, por vezes não linear, que mantém o público atento e confortável. É um verdadeiro resgate do movimento musical, apresentando expoentes desde Tom Jobim até Roberto Carlos (…). Por isso, Bossa Nova Cabaret Bar é um espetáculo que tem a cara do Brasil e deve ser visto”. Celso Farias, no site E-Urbanidade.

- Publicidade -

Com números musicais que trazem histórias livremente inspiradas em personagens, fatos e canções da Bossa Nova, o grupo paulistano Circo Grafitti, associado à Diorama Casa de Produção, montou Bossa Nova Cabaret Bar, uma comédia de variedades que está em cartaz no Teatro do Sesi-SP, no Centro Cultural Fiesp (Av. Paulista, 1313, São Paulo, SP) até 04 de fevereiro de 2024. Os ingressos são gratuitos.

Sucesso de público, o espetáculo terá sessão dupla nos dias 7, 8, 14 e 15 de dezembro, às 17h e às 20h, e entra em recesso durante as festas de final de ano. Em 2023, as sessões vão até 17 de dezembro e o retorno está marcado para 11 de janeiro de 2024.

No elenco da montagem estão Rosi Campos, Helen Helene, Rachel Ripani, Luciano Schwab, Conrado Caputo, Danilo Martho, Diego Gazin, Efraim Ribeiro, Flávia Teixeira, João Pedro Attuy, Larissa Garcia, Naiara de Castro e Paloma Rodrigues. O texto e a direção geral são de Helen Helene e Pedro Paulo Bogossian.

Bossa Nova Cabaret Bar é um espetáculo que tem cenas inspiradas em canções do período inicial da Bossa Nova – principalmente entre o final de 1958 e 1963 – justamente os anos que marcam os primeiros álbuns de João Gilberto. Cada cena traz um elemento teatral, circense ou de cabaré, misturando a linguagem sofisticada da bossa nova com o escracho, a poesia, as cores e a alegria do carnaval, se comunicando com públicos de diferentes idades e situações de vida.

Como é característico no trabalho do Circo Grafitti, esta nova montagem está calcada no estilo da comédia musical e no texto e arranjos musicais inéditos, com uma carnavalização do icônico movimento musical carioca, sob o filtro do humor e do lirismo.

- Publicidade -

A ação se passa no fictício espaço do “Copacabana Cabaret Bar”, em cenário criado por Attilio Martiñs, onde uma trupe de comediantes, atores e cantores faz um show sobre a Bossa Nova. A banda é composta por piano (Pedro Paulo Bogossian), Contrabaixo (Giullia Assmann), Bateria (Rodrigo Mardegan), Percussão (Jesum Biasin), Sax e Flauta (Ana Eliza Colomar).

“BOSSA NOVA CABARET BAR é o espetáculo adulto que ocupa o palco do Teatro do SESI com muita música e muito humor. É a volta do Circo Grafitti após 15 anos. É um musical na forma das antigas revistas (tem até vedete fazendo número de plateia!) com músicas da Bossa Nova permeadas por esquetes de humor que introduzem a música que vem a seguir. O elenco é ótimo e canta muito bem. Os músicos também são ótimos. Direção musical primorosa de Pedro Paulo Bogossian, que também é o pianista do grupo”. José Cetra, no site Palco Paulistano.

Foto Karim Kahn – Sesi SP

Sobre o TEATRO DO SESI-SP
O Teatro do Sesi-SP, do Centro Cultural Fiesp, um importante equipamento cultural de São Paulo, completa este ano 60 anos de atividades. Oferece ao seu público uma programação diversa, contundente e gratuita, alinhada com os aspectos sociais e artísticos da contemporaneidade.

Com curadoria da equipe do Sesi-SP, os espetáculos apresentados, assim como toda a programação cultural da instituição, são captados por meio dos editais de chamamento lançados periodicamente, onde são selecionados projetos artísticos de todo o território nacional.

Em Bossa Novas Cabaret Bar o Sesi-SP traz mais uma vez para o seu palco o genuíno teatro musical brasileiro, um resgate à nossa memória afetiva. É um agradável passeio ao universo da música popular brasileira, datada na memória de todos os que acompanharam este movimento artístico.

- Publicidade -

Sobre o GRUPO CIRCO GRAFITTI
Formado pelas atrizes Rosi Campos, Helen Helene e pelo diretor musical Pedro Paulo Bogossian, o Circo Grafitti estreou em 1989 o espetáculo Você Vai Ver O Que Você Vai Ver, de Raymond Queneau, arrebatando 17 prêmios, inclusive o de melhor espetáculo representando o Brasil no exterior.

De lá para cá, a companhia lançou os espetáculos Almanaque Brasil, de Noemi Marinho (1993), Ifigônia (1994), O Gato Preto (2002), Alô, Alô, Terezinha! (2004) e uma variação deste musical, um remix, chamado De Pernas Pro Ar!(2006), que seguiu em viagem por diversas cidades. Todas as montagens ganharam muitos prêmios e indicações ao longo da trajetória do grupo.

Em paralelo, nestes quase 25 anos de estrada, seus integrantes estiveram em projetos artísticos diversos. Rosi Campos atuou em teatro, cinema e televisão. Helen Helene esteve em Assembléia de Mulheres, de Aristófanes, no SESI e em Toda Nudez Será Castigada, ambas dirigidas por Moacir Góes. Pedro Paulo Bogossian participou das montagens de diversos grupos paulistanos, tendo recebido o prêmio Shell em 2000 por Filhos do Brasil, espetáculo de Regina Galdino.

O trabalho do grupo se caracteriza por montagens de comédias musicais inéditas, apoiadas em pesquisa e composição de textos e canções. Seus integrantes se valem da comicidade e do lirismo, mirando-se na tradição do teatro musical brasileiro do início do século XX. Seus espetáculos são marcados pela ausência da quarta parede, abertos a improvisos de momento, com humor refinado e perspicaz. Ao longo do tempo, seus integrantes aprimoraram suas potencialidades também como diretores, autores e produtores na área teatral.

SINOPSE
Bossa Nova Cabaret Bar é uma comédia de variedades retratada em formato de um show, no fictício Copacabana Cabaret Bar, conduzido por uma trupe de comediantes cantores. Livremente inspirado em fatos, personagens e músicas da Bossa Nova, o espetáculo apresenta as canções emblemáticas do movimento em forma de números de mágica, quadro de bonecos, números de cortina com vedetes, paródias, números de plateia, bem como variadas performances musicais com o rearranjo das composições. Com o selo de qualidade do grupo Circo Grafitti, o espetáculo busca, além de entreter e divertir por meio de um humor refinado, cumprir a função social de mostrar ao público uma comédia musical brasileira, seja por seu conteúdo temático, estilo ou construção composicional, em oposição a fórmulas importadas de entretenimento cultural.

FICHA TÉCNICA
Texto e Direção Geral: Helen Helene e Pedro Paulo Bogossian
Direção de atores: Helen Helene
Direção Musical: Pedro Paulo Bogossian
Elenco: Rosi Campos, Helen Helene, Rachel Ripani, Luciano Schwab, Conrado Caputo, Danilo Martho, Diego Gazin, Efraim Ribeiro, Flávia Teixeira, João Pedro Attuy, Larissa Garcia, Naiara de Castro, Paloma Rodrigues
Músicos: Pedro Paulo Bogossian – Piano
Ana Eliza Colomar – Sax / Flauta
Giullia Assmann – Contrabaixo
Jesum Biasin – Percussão
Rodrigo Mardegan – Bateria
Assistência de Direção: Sandra Mantovani
Assistência de Direção Musical: Pedro Ascaleta

Visualidades
Cenografia e Figurinos: Attilio Martiñs
Visagismo: Anderson Bueno
Adereços de Cenário e Figurino: Sidnei Caria
Design de Bonecos: Sidnei Caria
Fotografia: Ary Brandi

Corpo:
Direção de movimento e coreografia: JC Violla
Assistência de coreografia: Nelly Guedes

Preparação e tradução de LIBRAS: Mirian Caxilé

Iluminação
Design de Luz: Guilherme Bonfanti
Assistência e Operação de Luz: Francisco Turbiani
Operação de Seguidor: Lays Ventura

Sonorização
Design de Som: Luciano Monson, Gabriel Bocutti e Tocko Michelazzo
Operador de Mesa: Gilbel Silva
Microfonista: Adriana Lima e Káthia Akemi

Técnicos de Palco
Coordenador de Palco: Flávio Rodriguez
Camareiros: Ana Lúcia Arruda e Wellington Oliveira
Contrarregras: Flores Ayra e Sérgio Sasso
Roadie: Roupa Nova

Comunicação:
Assessoria de Comunicação: Canal Aberto – Márcia Marques, Carol Zeferino e Daniele Valério

Produção:
Direção de Planejamento e Produção: Fá Almeida
Coordenação de Produção: Karina Cardoso
Produção Executiva: Daniel Aureliano
Assistência de Produção: Eduardo Barros
Assessoria Jurídica: F&R Advogados
Realização: Grupo Circo Grafitti e Diorama Casa de Produção

Serviço

Bossa Nova Cabaret Bar
Do Grupo Circo Grafitti
De 12 de outubro de 2023 a 04 de fevereiro de 2024, de quinta a sábado, 20h; domingos, às 19h
Atenção:
No dia 10/12 não há sessão.
Nos dias 7, 8, 14 e 15/12 haverá sessão dupla, às 17h e às 20h.

Local: Teatro do Sesi-SP, no Centro Cultural Fiesp
Endereço: Avenida Paulista, 1313 – Jardins
Ingressos: Os ingressos gratuitos são liberados toda segunda-feira, a partir das 8h. Podem ser reservados no site www.sesisp.org.br/eventos
Duração: 100 minutos
Classificação indicativa: 12 anos
Acessibilidade: Sessões com Libras e Audiodescrição em 29/10, 26/11, 03/12 e 28/01

Compartilhe este artigo
Segue:
A ImprensaBr é um portal de notícias que fornece cobertura completa dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo.
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *